Pedro Henrique celebra formação da zaga do Corinthians com atletas da base

DO UOL, em São Paulo

Um fato incomum ocorreu neste domingo durante o segundo tempo da partida entre Ponte Preta e Corinthians, em Campinas: os quatro atletas da linha defensiva do Corinthians eram formados nas categorias de base do clube.

Após a saída de Balbuena, o time corintiano tinha a seguinte formação na defesa: Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo Santos e Guilherme Arana. Nesta segunda-feira, Pedro Henrique falou sobre o assunto.

"A torcida teve paciência, ela cobra para colocar os jogadores da base, é assim mesmo. Cobrança é normal, todo clube é assim. A torcida demonstrou isso ano passado comigo", disse o zagueiro de 21 anos, que começou jogando no lugar de Pablo, poupado pelo técnico Fábio Carille.

"Vejo com bons olhos a oportunidade de jogar. Tive agora a chance por causa de uma sequência grande do Pablo, não sabemos o que aconteceu com o Balbuena, mas espero que se recupere logo para nos ajudar. Carille deixou muito clara nossa disputa interna. Quem está melhor joga", afirmou.
 
O Corinthians conseguiu arrancar um empate por 1 a 1 neste domingo diante da Ponte Preta. Depois de sair atrás no placar, o time corintiano chegou à igualdade com Léo Santos, já na reta final do segundo tempo.
 
Com o resultado, o Corinthians manteve a liderança geral do Campeonato Paulista, com 19 pontos - um a mais que o Palmeiras. Na próxima quinta-feira, a equipe de Carille recebe o Luverdense  em Itaquera, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil (os paulista venceram a primeira partida por 2 a 0).
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos