'Bruno tem de estar preparado para pressão', diz colega de time

Do UOL, em São Paulo

Atleta do Boa Esporte, o volante Radamés disse que o elenco não se oporá à chegada de Bruno ao time. Ex-jogador do Fluminense e Paysandu, Radamés destacou que o goleiro terá de enfrentar forte pressão externa.

"Eu acho que quem deve estar preparado para isso (pressão) é o Bruno. O que aconteceu foi com ele. Se encarou o novo desafio tem que estar preparado. Não cabe a nós dizer. Vamos continuar fazendo nosso trabalho, somos empregado do clube", disse Radamés à ESPN Brasil.

Radamés preferiu também evitar comentários sobre a participação de Bruno no clube.

"Se contrataram é porque acham que vale a pena. Prefiro falar de Bruno como atleta e profissional, que sempre foi profissional e grande jogador por onde passou".

Para empresário de Bruno: "ninguém precisa ser vagabundo o resto da vida"

Bruno é apresentado no Boa

 

Condenado em 1ª instância a 22 anos e três meses de prisão, mas aguardando o processo em liberdade, Bruno oficializou nesta terça-feira seu contrato com o Boa Esporte. O jogador foi apresentado, assinou contrato por dois anos, porém tanto ele como a direção do clube se recusaram a responder sobre o caso Eliza Samudio e outros assuntos fora do futebol.

Antes do contato com os jornalistas na coletiva de apresentação, o goleiro de 32 anos e a diretoria do time mineiro adiantaram que não comentariam o processo judicial e encerrariam a coletiva, assim que o assunto fosse citado. Em várias perguntas, Bruno se limitou a dizer "eu não vou responder".

Em uma delas, foi questionado se ele é exemplo para um pai levar sua criança ao estádio. "Eu também não te respondo a essa pergunta", disse Bruno, que responde por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, sua ex-amante e mãe de seu filho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos