Gastón explica apelido 'La Gata' e cita Douglas em apresentação no Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Gastón Fernández (foto) foi inscrito na Libertadores com número de Douglas

    Gastón Fernández (foto) foi inscrito na Libertadores com número de Douglas

Gastón Fernández foi apresentado oficialmente como jogador do Grêmio lembrando Douglas, que se recupera de lesão no ligamento do joelho. Nesta terça-feira (14), o argentino recebeu a camisa 10 e citou o meia como um símbolo do clube a ser respeitado. O reforço ainda explicou a origem do apelido 'La Gata' e apontou a adaptação ao português como um desafio.

Aos 32 anos, La Gata foi contratado justamente para a vaga de Douglas – fora de combate por no mínimo seis meses. O status de substituto ficou ainda mais claro com a lista de inscritos na Libertadores e o número 10.

"Tenho uma camiseta com um número muito representativo e vou ter gosto de cuidar o lugar do Douglas, que está se recuperando e em breve vai voltar para ajudar nos nossos objetivos. Ele é um símbolo dessa instituição, um jogador importante e hoje tenho essa chance", disse.

Campeão da Copa Libertadores com o Estudiantes, em 2009, Gastón Fernández ainda rodou por Portland Timbers-EUA e Universidad de Chile. O apelido que marca sua carreira, contudo, veio nos tempos de River Plate. A formação toda foi no time de Nuñez.

"La Gata me colocaram quando eu era muito pequeno, quando eu estava no time juvenil no River. Pelos olhos e pelo meu nome. Veio daí", contou Gastón.

A ideia do Grêmio é usar Fernández como uma opção tanto para o meio-campo como para o ataque. De cara, ele passa a disputar posição com Miller Bolaños. O equatoriano foi o primeiro nome testado por Renato Gaúcho na vaga de Douglas, mas com função diferente.

A presença de Bolaños,Walter Kannemann, Lucas Barrios e outros estrangeiros também ajuda na adaptação de novo argentino do Grêmio.

"Estou aos poucos entendendo cada vez mais o português, não é fácil. Vai levar um tempo essa adaptação, mas estou agradecido pela recepção dos meus companheiros. Durante anos eu fiquei assistindo o futebol brasileiro e o Grêmio sempre teve história, lá de fora todo jogador gostaria de ter a oportunidade que tenho agora. Quero aproveitar isso com todo profissionalismo possível", apontou.

Confira outras respostas de Gastón Fernández:

BALANÇO DA CARREIRA

De 2010 a 2014 tive continuidade no clube que sou identificado, no Estudiantes, em 2013 eu tive que cumprir uma punição da Fifa de seis meses. Não pude jogar. E tive a necessidade de refrescar a cabeça e mudei o rumo da carreira, por isso escolhi os Estados Unidos. Lá fiquei um pouco mais dinâmico, lá não tem parada, é preciso correr sempre. Isso me ajudou a retomar meu nível, como da última vez no Estudiantes. A partir daí tive um ano de contrato e não houve acordo com o Estudiantes, aí veio a oportunidade da Universidad de Chile. Pelo treinador, decidi aceitar o desafio e fui. Não foi o melhor ano da equipe, pessoalmente eu joguei todos os jogos e fiz 11 gols. Estatisticamente não foi ruim, mas quando o time não vai bem o individual não tem valor. Independentemente da proposta do Grêmio, eu considerava que meu ciclo no clube estava cumprido. Estava esperando ter uma oferta de um clube como o Grêmio e quando chegou não duvidei nenhum segundo.

PRONTO PARA ESTREIA

Estou à disposição do treinador, fiz uma boa pré-temporada e venho já com ritmo. Espero ser útil, tenho experiência e isso é importante. É um momento que me sinto seguro, todo jogador gosta de se sentir assim. Tomara que eu possa cumprir com as expectativas.

ONDE SE SENTE MELHOR PARA ATUAR

O funcionamento onde posso jogar, em que função, creio que minha característica é ser jogador ofensivo. Poder ser o elo entre os meias e o ataque. Na verdade, me agrada estar sempre perto do gol e podendo marcar. Tomara que eu possa ser uma peça útil para o treinador.

Eu tive a chance de jogar nas duas posições. No Estudiantes eu era um elo entre os meias e o ataque, um armador que chegava bem ao gol. Me sinto bem por ali, posso colaborar com gols e assistências.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos