Mourinho responde provocação de torcedores do Chelsea: "sou Judas número 1"

Do UOL, em São Paulo

  • Clive Mason/Getty Images

José Mourinho disse que não se importa com as provocações da torcida do Chelsea contra ele na partida desta segunda (13), pela Copa da Inglaterra, quando o Manchester United acabou derrotado por 1 a 0 pela ex-equipe do técnico português. O treinador ainda ironizou os torcedores.

A torcida no Stamford Bridge não poupou o ex-treinador do Chelsea no reencontro com o treinador, hoje no Manchester United, e o chamou de 'Judas'.

Além de ficar fazendo o número 3 com a mão durante a partida, Mourinho respondeu às críticas depois do jogo. "Eles podem me chamar como quiserem, mas até que tenham um treinador que ganhe quatro vezes o Campeonato Inglês, eu seguirei sendo o número 1", comentou.

"Quando tiverem alguém que de quatro títulos, eu serei o número dois, mas agora Judas é o número 1 aqui", completou José Mourinho em referência aos três títulos do Campeonato Inglês que o treinador conquistou pelo Chelsea.

O clima já não estava dos mais tranquilos no clássico. Mourinho e Antonio Conte discutiram durante o jogo por conta da arbitragem. Os dois treinadores reclamaram do juiz em diferentes momentos do jogo e tanta reclamação rendeu uma discussão mais quente entre os rivais. 

De Bruyne queria treinos abertos para responder Mourinho

O meio-campista De Bruyne revelou que chegou a fazer um pedido inusitado na época em que trabalhou com Mourinho no Chelsea. O atleta queria que os treinamentos fossem abertos ao público como uma "resposta" a Mourinho. De Bruyne se incomodou com o fato de ter sido acusado pelo treinador de "não participar das atividades" na época de Chelsea. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos