Ivan Zimermann lamenta fim da rádio Bradesco: "deixou muita gente triste"

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Ivan Zimermann foi um dos demitidos da rádio

    Ivan Zimermann foi um dos demitidos da rádio

O fim da rádio Bradesco Esportes FM já era anunciado há alguns meses. No entanto, o término das transmissões fez com quem muitas pessoas lamentassem nas redes sociais. Além dos fãs da rádio que contava com esporte 24 horas por dia, sempre com boa dose de humor, a notícia foi ainda mais dura para uma série de profissionais que foram demitidos.

Entre os nomes mais famosos dos nomes cortados foi Ivan Zimermann, narrador e apresentador. Ele, que já havia feito parte também do grupo Bandsports, se disse muito chateado pelo término de um projeto que dava certo.

"Foi uma noticia que deixou muita gente chateada porque foi abortado um projeto que deu certo. Tivemos três fases desde 2012, a última com esporte 24 horas por dia. A audiência foi aumentando. Nesse momento, só estava crescendo, tanto é que na última semana bateu recordes de audiência. É triste para todos envolvidos, estar no projeto que deu certo e foi abortado. É muita frustração. Sei que o país está em crise, vivendo momento difícil, mas a gente tinha uma experiência que ia muito bem, dava certo. É muita tristeza", falou ao UOL Esporte.

Além de Zimermann, outros nomes que faziam parte da programação como Fernando Camargo, Rafael Esgrillis, Guto Ablas, Ivan Zimmerman, Renato Tortorelli, Bruna Moraes, Kelly Ferreira e Guilherme Henrique também deixaram o grupo Bandeirantes. As saídas foram anunciadas na última terça-feira. Os mais conhecidos como Datena, Denilson, Guilherme Pallesi, entre outros, seguem trabalhando nas outras emissoras de TV e rádio da empresa.

Para o locutor, a saída da Bradesco pode abrir uma lacuna para novas rádios investirem em conteúdo semelhante. Afinal, "um público ficou órfão".

"Quem não aproveitar vai estar marcando bobeira, às vezes acontece coisas na sua frente e você não vê. Foram quatro anos no ar só subindo. Qualquer investidor ligado ao mundo de rádio vai ver que tem um público órfão aí. Quem ligou na segunda na rádio, teve de escutar Luan Santana. É isso, agora é rádio que toca música, antes tinha esporte, 24 horas por dia. Com pessoas tarimbadas e novas, todo mundo junto", completou.

O fim da rádio se deve ao término do patrocínio do banco a emissora. O projeto havia começado em 2012 e chegou ao término nesta semana.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos