Rafael Vaz sofre ofensas racistas na internet. Estafe estuda providências

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    Defensor foi atacado após falha em jogo da Libertadores

    Defensor foi atacado após falha em jogo da Libertadores

O zagueiro Rafael Vaz, do Flamengo, foi vítima de ofensas racistas na Internet nesta quinta-feira (16). Alguns torcedores, revoltados com a atuação do jogador na derrota por 1 a 0 para a Universidad Católica (Chile) pela Copa Libertadores da América, entraram nas redes sociais do atleta e despejaram uma série de xingamentos.

Vaz foi chamado de "macaco", entre outras ofensas pesadas. Não foi a primeira vez que o fato aconteceu. Quando falhou em um clássico contra o Fluminense em 2016, o estafe do atleta chegou a armazenar os xingamentos.

Desta vez, Rafael Vaz e as pessoas que trabalham com ele analisam a situação e estudam tomar providências. É possível que os responsáveis pelas ofensas sejam denunciados.

Após o episódio, boa parte das postagens foi apagada das redes sociais e deu lugar aos relatos de apoio. O Twitter e o Instagram do jogador foram tomados por mensagens desejando força para enfrentar mais um episódio reprovável de racismo no futebol.

No Twitter, o Flamengo se manifestou sobre o caso na noite desta quinta-feira. Sem citar nominalmente o zagueiro, afirmou que "repudia veementemente todo e qualquer tipo de discriminação".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos