Cristóvão Borges deixa o comando do Vasco. Luxemburgo é o mais cotado

Bruno Braz e Vinícius Castro*

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Cristóvão Borges não é mais treinador do Vasco. O próprio clube carioca informou a decisão nesta sexta-feira (17) através de comunicado oficial em seu site.

"A direção do Club de Regatas Vasco da Gama comunica a saída do treinador Cristóvão Borges a partir desta sexta-feira (17/03). O Vasco agradece os serviços prestados pelo profissional, que sempre trabalhou com dedicação", diz o comunicado do Vasco assinado pelo presidente do clube Eurico Miranda. 

O Vasco ainda não informou o substituto do treinador, mas o nome mais cotado para assumir o comando da equipe é o do experiente Vanderlei Luxemburgo, que realizou seu último trabalho no Tianjin Quanjian, da China, mesmo time que Luís Fabiano defendeu recentemente. 

Luxa é visto como o profissional ideal para dar uma "chacoalhada" no elenco, que para muitos está apático neste início de temporada.

O ponto contra o treinador são algumas declarações polêmicas que ele deu em sua última passagem pelo Flamengo, quando fez insinuações sobre a relação do presidente Eurico Miranda com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). O fato de ser um rubro-negro declarado também incomoda alguns, apesar disso não ter sido problema na contratação de Zinho, auxiliar de Jorginho. 

Outros nomes especulados no Vasco são o de Rogério Micale, campeão olímpico com a seleção brasileira, Ricardo Gomes e PC Gusmão.

Caso o novo treinador não seja anunciado até este domingo, a tendência é a de que o auxiliar-fixo Valdir Bigode comande o Cruzmaltino no clássico com o Botafogo, no estádio Nilton Santos (Engenhão), na Taça Rio.

Saída de Cristóvão já estava decidida

Embora não tenha realizado o desligamento logo após a eliminação para o Vitória, nesta quinta-feira, na Copa do Brasil, a diretoria do Vasco já havia decidido pela saída do treinador. Eurico Miranda, porém, não estava em Salvador (BA) e queria ter uma conversa pessoalmente com o profissional para somente então anunciar a escolha, algo que aconteceu em reunião em São Januário depois do desembarque da equipe no início da tarde desta sexta.

Cristóvão Borges deixa o Vasco após três meses de trabalho. Ele vinha sendo contestado desde o início do Campeonato Carioca, algo que tomou uma proporção intensa recentemente, com vaias e protestos da torcida antes mesmo da bola rolar.

Ele somou sete vitórias, dois empates e cinco derrotas.

*Reportagem atualizada às 14h37

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos