Torcedores do Coritiba envolvidos em batalha campal são condenados à prisão

Aiuri Rebello

Do UOL, em São Paulo

  • Hedeson Alves/EFE

O Tribunal do Júri do TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná) condenou mais seis torcedores envolvidos na batalha campal que aconteceu no estádio Couto Pereira na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2009. Na ocasião o Coritiba foi rebaixado para a segunda divisão e torcedores inconformados invadiram o campo, destruíram o estádio e promoveram um grande enfrentamento com a PM na arena e nas ruas em volta.

Dezenas de pessoas ficaram feridas e um policial chegou a ficar em coma. Pela participação na briga, o réu Reimakler Allan Graboski, ex-presidente da torcida organizada Império Alviverde, pegou oito anos e quatro meses de cadeia. Ele já havia sido preso outras vezes por brigas e porte ilegal de arma. 

Adriano Sutil Oliveira, Gilson da Silva e Sidnei Cesar de Lima pegaram sete anos e seis meses de prisão.

Os quatro foram condenados por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil de três PMs que foram encurralados pela torcida na briga e devem ficar presos em regime fechado. Alguns já haviam cumprido parte da pena quando foram presos na época da confusão. 

 Outros dois torcedores, Renato Marcos Moreira e Alan Garcia Barbosa, foram condenados a dois anos e 11 meses de prisão no regime semiaberto, por lesão corporal grave. O julgamento dos seis réus começou na quinta-feira (16) às 9h e terminou depois da 1h desta sexta-feira (17).

 O UOL não conseguiu contato com a defesa dos seis torcedores para saber se eles vão recorrer das sentenças. Antes, outros sete torcedores já tinham sido condenados pela confusão a penas mais leves.

Alguns torcedores ainda acusam a polícia de agressão no Couto Pereira naquele dia, em processos que seguem abertos.

Estádio virou uma batalha campal

Em 6 de dezembro de 2009, o Coritiba pegou o Fluminense em casa, no Estádio Couto Pereira, pela última rodada do Brasileirão. Com resultado de 1 a 1 dentro de campo e a vitória do Botafogo em outra partida, o Coritiba foi rebaixado para a Série B. Inconformados, torcedores do time invadiram o campo e começou a confusão que se alastrou ainda pelas ruas do bairro. Pelo menos 17 pessoas ficaram feridas. Era o centenário do time.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos