United leva multa por discussão de atletas com juiz contra o Chelsea

Do UOL, em São Paulo

O Manchester United foi multado em 20 mil libras esterlinas (cerca de R$ 76 mil) pela Federação Inglesa de Futebol (FA) pela confusão ocorrida durante jogo contra o Chelsea, pelas quartas de finais da Copa da Inglaterra.

Jogadores do United cercaram o árbitro Michael Oliver após expulsão de Herrera, aos 35 min da primeira etapa, em falta cometida em Hazard.

O time de José Mourinho perdeu a partida por 1 a 0, sendo eliminado da competição.

A partida foi marcada, entre outras coisas, pelo desentendimento entre os técnicos Antonio Conte, do Chelsea, e José Mourinho, do United, ainda no primeiro tempo.
 
A confusão entre os treinadores (e também com a arbitragem) começou aos 35min da primeira etapa, em falta que o volante Ander Herrera cometeu sobre o atacante Eden Hazard. O espanhol recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso, deixando o Manchester United com um a menos. Para tentar a recomposição, Mourinho sacou o atacante Henrik Mkhitaryan e colocou o meio-campista Marouane Fellaini em campo.
 
Após o jogo, Mourinho ironizou o árbitro ao dizer que ele tem "grande potencial", mas evitou fazer comentários mais incisivos sobre a atuação do juiz.
 
Quatro minutos depois, Conte reclamou de uma falta do volante Antonio Valencia no lateral esquerdo Marcos Alonso. "De novo, de novo… Jogue bola", cobrou o italiano do Chelsea. Mourinho não gostou da pressão do adversário sobre o adversário e dirigiu outras reclamações à arbitragem ao banco de reservas do time londrino.
 
Foi o estopim para a discussão. Conte então dirigiu-se a a Mourinho e à arbitragem para retrucar. O português fez o mesmo. Integrantes das duas comissões técnicas também se envolveram na confusão, que só foi apartada após a intervenção do quarto árbitro Mike Jones.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos