Victor Ramos defende inscrição pelo Vitória em 2016: "Tudo dentro da lei"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação / Vitória

    Victor Ramos é pivô de disputa entre Internacional e Vitória em tribunais

    Victor Ramos é pivô de disputa entre Internacional e Vitória em tribunais

Victor Ramos é pivô da disputa entre Internacional e Vitória que vai além dos tribunais brasileiros. O zagueiro, sob ótica gaúcha, foi inscrito irregularmente pelo clube baiano na temporada passada. Ao atuar, feria o rubro-negro perder pontos e ser rebaixado do Brasileirão, recolocando o Internacional na Série A. Neste sábado, ele concedeu entrevista à Rádio Gaúcha e defendeu a regularidade do trâmite no ano passado. 

"Não teve indecisão nenhuma, foi tudo bem pensado e resolvido. Tudo dentro da lei, nada fora da lei. Então isso aí, o futebol é dentro das quatro linhas. Não teve nenhuma irregularidade. É isso, vida que segue. Cada um tem que jogar, seja Série A, ou Série B. Foi tudo bem pensado, com certeza. É isso. Foi tudo dentro da lei", disse. 
 
O Internacional defende que Victor Ramos, cujos direitos pertenciam ao Monterrey, do México, deveria se transferir durante a janela internacional, mesmo ele saindo do Palmeiras para o Vitória. O prazo não foi respeitado pois, segundo a CBF e o Vitória, a documentação do atleta não voltou ao país de origem entre um empréstimo e outro. 
 
Hoje Ramos está sem clube. Rescindiu com o Monterrey e após negociar com a Chapecoense acabou não se acertando. Aguarda uma nova proposta para atuar regularmente. 
 
"Eu tenho acompanhado, sim (a disputa entre Vitória e Inter). É como eu falei. Isso aí, eu acho que a Fifa, a maior entidade esportiva do mundo, e a CBF também. Não tem porque liberar o jogador se estivesse irregular. Não cabe a mim. Cabe a eles lá resolverem. Não tem irregularidade nenhuma, o Vitória também, com uma diretoria um dos melhores do Brasil, não tem porque fazer uma coisa dessas. Faz parte do futebol, é isso. Mas estou tranquilo e graças a Deus fiquei feliz de deixar o Vitória na Série A, onde sempre deve estar", falou. 
 
O STJD negou-se a julgar o pleito do Internacional, encaminhado no ano passado, solicitando a perda de pontos do Vitória. O Colorado, então, busca seus direitos na Corte Arbitral do Esporte (CAS). O clube trabalha para que o julgamento ocorra no início de abril, antes do princípio da Série B. 
 

Mudança no regulamento

Entre 2016 e 2017, a CBF mudou o Regulamento Geral de Competições a fim de evitar um novo 'Caso Victor Ramos'. A partir deste ano, as irregularidades de inscrição não estão ligadas às irregularidades de transferência. Além disso, um eventual novo caso seria julgado por um braço da CBF e não mais o STJD. O novo regulamento fere o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), de autoria do Ministério do Esporte. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos