Joia do Palmeiras brilha, Brasil goleia Chile e fatura Sul-Americano Sub-17

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Gregório Fernandes/CBF

    Vinícius Jr. (esq.) não brilhou, mas Alan compensou com três gols

    Vinícius Jr. (esq.) não brilhou, mas Alan compensou com três gols

Invicta, melhor ataque da competição, defesa menos vazada e com um desempenho dentro de campo de encher os olhos dos torcedores. Foi assim que a seleção brasileira se tornou campeã do Sul-Americano Sub-17 neste domingo (19), ao bater o Chile dentro de sua própria casa por 5 a 0 na última partida do hexagonal final da competição.

Grande destaque na campanha do Brasil, Vinícius Jr. não brilhou na "decisão", mas viu seus companheiros liderarem a seleção em busca de um placar elástico contra os chilenos. Principalmente graças ao desempenho de Alan, meio-campista do Palmeiras, que marcou três vezes nesta noite.

Aos 10min da etapa inicial, Lincoln, também do Flamengo, serviu Paulinho, que tocou na saída do goleiro. No final do primeiro tempo, Alan ampliou. Aos 43, cobrou falta com precisão, viu ela bater na trave, nas costas do goleiro e entrar.

Na etapa final, já com uma vantagem confortável no placar, Alan cobrou falta da intermediária, um cruzamento, mas a bola passou por todo mundo, inclusive por Lincoln que tentou um desvio, e entrou direto. Segundo gol do jovem palmeirense. No fim, aos 35, Lincoln ampliou, e Alan, dois minutos depois, fez seu terceiro para dar números finais ao placar.

Com a vitória, a seleção brasileira termina o Sul-Americano com uma campanha de oito vitórias e apenas dois empates, invicta na competição. Vinícius Jr., principal destaque, ainda termina como artilheiro do torneio, tendo anotado sete gols.

Apesar do triunfo e do título conquistado neste domingo, a seleção brasileira já havia garantido vaga no Mundial Sub-17, que será realizado na Índia, em outubro deste ano. Essa foi a 12ª vez que o Brasil ergueu o troféu da competição, aumentando ainda mais sua vantagem como maior vencedor do torneio.

Esse foi o primeiro trabalho das categorias de base da seleção depois do fracasso da equipe Sub-20, que terminou na quinta posição do hexagonal final do Sul-Americano e sequer conquistou uma vaga no Mundial da divisão. O fraco desempenho ainda contribuiu para a demissão de Rogério Micale, campeão olímpico com o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. No Sub-17, a equipe foi comandada por Carlos Amadeu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos