Amigo de Mumuzinho, Cavani esquece admiração por Brasil: "Jogo pegado"

Danilo Lavieri

Do UOL, em Montevidéu (Uruguai)

  • AFP PHOTO / Martin BERNETTI

A convivência com diversos jogadores brasileiros ao longo de sua carreira fez Edinson Cavani virar um admirador da cultura do Brasil. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (21), no Complexo de Treinamentos do Uruguai, em Montevidéu, o atacante revelou até que tem amizade com o cantor Mumuzinho.

O artista brasileiro foi até Paris fazer uma visita aos brasileiros do PSG, como Thiago Silva e Lucas, e manteve contato com o uruguaio. Recentemente, inclusive, a equipe francesa revelou algumas playlists favoritas de seus atletas e a lista do artilheiro da europa tinha bandas como Raça Negra e Só Para Contrariar.

"Eu gosto muito da música brasileira, conheço algumas bandas. É uma música alegre, que traz muita felicidade e eu conheço alguns grupos por causa disso. Sou até amigo do Mumuzinho, que foi para Paris recentemente falar com o Thiago Silva", explicou ele para depois negar o pedido da imprensa brasileira para mostrar suas habilidades como cantor. "Cantar não dá, eu não consigo". 

Deixando de lado a admiração pela cultura brasileira, Cavani disse que espera um jogo duríssimo contra a seleção brasileira, mas prometeu que irá com a tradição uruguaia ao seu lado para conseguir os três pontos no jogo de quinta-feira, no Estádio Centenário.

O Uruguai está na vice-liderança das Eliminatórias, com 23 pontos, quatro atrás do Brasil, que é o líder na disputa por uma vaga na Copa de 2018.

"O Brasil é um time que passou por algumas etapas importantes e é difícil manter o nível o tempo inteiro. Agora, com o novo treinador, passou a ganhar e conseguiu um equilíbrio. Mas nós sempre seremos o Uruguai e vamos ter sempre a vontade de representar o nosso país. O jogo vai ser muito pegado", completou.

Eliminação na Champions ainda dói

Cavani também revelou que está difícil superar a eliminação do PSG da Liga dos Campeões. Depois de vencer o Barcelona por 4 a 0, os franceses conseguiram ser eliminados após a derrota por 6 a 1. Logo após o fim do jogo, o atacante revelou que conversou com Suárez, que inclusive está suspenso do jogo contra o Brasil.

"A gente se falou ainda dentro de campo e como eu disse. No primeiro jogo, a gente se deu bem e no segundo foi a vez deles. Mas foram eles que seguiram na competição. É muito dolorido, ninguém gosta de perder, ainda mais do jeito que foi. Mas são coisas do futebol e foi uma noite com muitas coisas. Algumas muito ruins para mim, mas outras muito boas para ele".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos