Astro do Leicester diz que foi ameaçado de morte após demissão de Ranieri

Do UOL, em São Paulo

  • Miguel Morenatti/AP

Principal jogador do Leicester, Jamie Vardy revelou que recebeu ameaças de morte depois que o técnico Claudio Ranieri foi demitido, em 23 de fevereiro. Isso porque algumas notícias de bastidores davam conta de que ele foi o responsável direto pela saída do italiano do clube.

"Esta história sai e as pessoas acreditam  e você começa a receber ameaça de mortes contra você, sua família, suas crianças, todos", disse o atacante da seleção inglesa.

"Eu tento lidar com esta situação normalmente, mas quando as pessoas fazem estas ameaças e você está dirigindo com suas crianças na parte de trás do carro, não é a melhor das situações. E (as ameaças) aconteceram muitas vezes. É assustador", desabafou o jogador.

Ele revelou que as ameaças foram feitas nas redes sociais e também quando estava andando na rua. 

O jogador negou também ter qualquer responsabilidade na demissão de Ranieri e que foi erroneamente nomeado como um dos jogadores que estaria por trás da saída do italiano e que desconhece qualquer problema que poderia haver entre os atletas e o técnico. 

"Aparentemente a reunião na qual ele foi demitido ocorreu logo depois da partida contra o Sevilla (derrota por 2 a 1 na ida das oitavas de final da Liga dos Campeões). Foi dito que eu estava envolvido na reunião quando na verdade eu fiquei na sala de coleta de doping por três horas. Muitas acusações falsas foram feitas e não há nada que nós jogadores possamos fazer", afirmou.

Desde a demissão de Ranieri e a entrada de Craig Shakespeare como interino, o Leicester venceu os quatro jogos que fez e avançou às quartas de final da Liga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos