Löw lamenta saída de Schweinsteiger do United: 'poderia ter ajudado'

Do UOL, em São Paulo

O anúncio da saída de Bastian Schweinsteiger do Manchester United repercutiu entre os ex-companheiros do jogador no Bayern de Munique e seleção alemã. Para o técnico Joachim Löw, que dirigiu a Alemanha ao título da Copa do Mundo de 2014, o meia poderia ter dado certo no futebol inglês, mas José Mourinho não pensou assim.

"Estou convencido de que ele poderia ter ajudado o United em uma função de organizador, mas seu técnico pessou de outra forma. Ele me disse que tentou de tudo para ficar. É uma pena que acabe desse jeito sua passagem pelo United", afirmou, via o jornal "Mundo Deportivo".

Ribery, colega de Schweinsteiger no Bayern, disse não entender como o meia jogou tão pouco no futebol inglês. Para Uli Hoeness, presidente do clube alemão, a situação em que Schweinsteiger se encontrava no United não era satisfatória para um jogador como ele.

O meia anunciou nesta terça-feira (21) que deixará a Inglaterra rumo aos Estados Unidos, onde integrará o elenco do Chicago Fire. "Estou triste por deixar meus amigos no Manchester United, mas grato ao clube por me deixar viver este novo desafio no Chicago Fire", afirmou o alemão, que foi liberado de graça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos