Prass: "Em 20 anos ainda terá a sombra do Marcos nos goleiros do Palmeiras"

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Fotoarena

Mesmo se consolidando como goleiro do Palmeiras e sendo tratado como ídolo do clube paulista, Fernando Prass fez um alerta a todos os goleiros que ainda vão passar pelo time depois dele: "a sombra de Marcos sempre existirá".

O goleiro palmeirense falou de seu começo no Palmeiras, em janeiro de 2013, quando chegou do Vasco. "O valor de mercado de goleiro não é tão alto. Imagina o Marcos imagina quantos milhões de euros valeria? Vim para um Palmeiras em um momento muito difícil. Além de ter o Marcos, daqui 20 anos vai continuar tendo a sombra do Marcos, estava vindo de uma série B com uma situação muito difícil. Eram 8 mil sócios e hoje são 130 mil. Não estava no estádio, hoje tem um dos melhores estádios da América Latina. O time estava na segunda divisão. Tínhamos um grupo muito pequeno. Tivemos que improvisar em muitas posições. Vivemos de tudo no Palmeiras. Esses quase cinco anos estão bem intensos", comentou Prass em entrevista ao site da revista Veja.

Fernando Prass também falou que não pensa ainda em sua renovação de contrato com o Palmeiras, seu atual vínculo com o clube vai até dezembro de 2017. "Penso em metas palpáveis. Quero jogar no melhor nível possível e provar que mereço uma renovação de contrato e aí sim com contrato novo poder traçar outros planos. No final do ano então a gente senta e vê a renovação de contrato", comentou.

Relação com Gabriel Jesus

O goleiro do Palmeiras ainda tem uma relação próxima com Gabriel Jesus, ex-atacante palmeirense que está machucado no Manchester City.

"Uma das coisas que o Gabriel conseguiu sucesso rápido é pela cabeça dele que é muito boa. Eu conversei com ele e ele estava muito chateado. Eu falei com ele antes de sair a notícia que ia operar, ele falou que ia precisar operar. Eu falei com ele há dois dias e ele falou que está começando a pisar no chão e logo estará caminhando melhor e poderá fazer mais coisas. Essa foi a primeira dificuldade que ele passou, vão ter mais, espero que não, mas ele tem uma cabeça muito boa", comentou.

Após a aposentadoria

Fernando Prass disse que pretende jogar até os 42 anos e depois fazer algo totalmente fora do mundo do futebol. "Pretendo morar fora 2 anos e estudar algo totalmente fora do futebol. Administração ou gestão. Acho que até os 42 anos eu acho que vou tranquilo. Eu acho que o jogador para por parte física ou cabeça, mas é melhor parar pela cabeça".
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos