Quais motivos fizeram com que Chávez perdesse espaço no São Paulo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Friedemann Vogel/Getty Images

    O atacante Chávez, do São Paulo

    O atacante Chávez, do São Paulo

Chávez começou a temporada em alta. Artilheiro do São Paulo no segundo semestre de 2016, o argentino tinha status de titular absoluto e dono da camisa 9. Porém, com o passar do tempo, o atacante perdeu espaço no time e, mesmo com a ausência de Lucas Pratto - que serve à seleção argentina na Eliminatórias da Copa do Mundo -, ele deve ver do banco de reservas o Tricolor encarar o Botafogo nesta quarta-feira, em Ribeiro Preto.

No total, ele disputou apenas seis dos 13 jogos do Tricolor neste ano, sendo o último como titular na estreia da equipe no Campeonato Paulista, no dia 5 de fevereiro, quando, curiosamente, marcou os dois gols na derrota por 4 a 2 para o Audax. Por isso, o torcedor são-paulino pergunta quais motivos fizeram com que o atacante sumisse dos holofotes e podem fazer com que ele deixe o clube ainda este ano. Veja abaixo alguns pontos que deixam Chávez longe do São Paulo de Ceni.

Gols perdidos

Apesar de ter marcado 12 gols com a camisa do São Paulo em 29 partidas, Chávez virou alvo de críticas por conta das oportunidades desperdiçadas. Mesmo no ano passado, ele foi questionado por não ter sido eficiente em algumas ocasiões, como no jogo contra o Flamengo no Brasileiro de 2016.

Fora de posição

O jogador poucas vezes atuou em sua posição origem no Brasil. No Boca Juniors ele se destacou atuando mais pela beirada do campo. No São Paulo, teve de jogar mais centralizado, pois era o substituto de Calleri e o homem de referência no ataque.

Concorrência

O sistema ofensivo do Tricolor vive um bom momento. Rogério Ceni tem opções para montar o seu time. Além de Lucas Pratto, Gilberto vive um bom momento. Para formar o seu ataque, o técnico ainda pode utilizar Luiz Araújo e Wellington Nem, que têm mais velocidade e são considerados mais habilidosos do que o argentino.

Contrato curto

O argentino tem vínculo com o São Paulo somente até o dia 30 de junho deste ano. No início da temporada, ele recebeu propostas da China e não descartou a possibilidade de deixar o time. Além disso, muitos dentro do clube não consideram interessante fazer um investimento alto para mantê-lo no Morumbi. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos