Presidente da Uefa quer limitar elencos e impor taxas em prol de equilíbrio

Do UOL, em São Paulo

  • Aris Messinis/AFP

No mesmo dia do anúncio de que Espanha, Alemanha, Inglaterra e Itália terão quatro vagas diretas na Liga dos Campeões de 2018/19, o presidente da Uefa Aleksander Ceferin recolocou na pauta da entidade nesta quarta-feira (22) propostas que têm como finalidade equilibrar o nível do futebol europeu.

Segundo a agência de notícias AP, o dirigente esloveno sugeriu a criação de taxas aplicadas sobre a folha salarial dos clubes, assim como uma limitação do tamanho dos elencos, ao participar em uma conferência sobre futebol em Lisboa.

Ambas as ideias chegaram a ser consideradas na elaboração do "Fair Play Financeiro" da Uefa, medida aplicada durante a presidência de Michel Platini. Desde ele foi instituído, no entanto, o equilíbrio entre os clubes mais e menos ricos das ligas europeias não surtiu um efeito significativo. Ceferin admitiu, inclusive, que a competitividade das fases iniciais da Liga dos Campeões diminuiu.

O dirigente também voltou a se manifestar contrário a uma liga independente dos clubes europeus de elite.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos