Técnico da Barbarense deixa prisão, mas não dirige time nesta quarta

Fábio Aleixo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/União Barbarense

    Cláudio Britto foi liberado da prisão na terça-feira

    Cláudio Britto foi liberado da prisão na terça-feira

Claudio Britto, técnico da União Barbarense, foi liberado da prisão na noite de terça-feira após acertar dívidas referente a pensão alimentícia. Ele estava detido desde a tarde de sábado, quando foi levado para a delegacia logo após a derrota para o Mogi Mirim.

Apesar de estar livre, Britto não vai dirigir o time nesta quarta-feira contra o Bragantino, em Bragança Paulista. O ex-goleiro Edervam Boian, que integra a comissão, será o comandante.

"Queremos preservar ele e que também descanse", disse ao UOL Esporte Everton Rissetto, supervisor de futebol da União Barbarense.

A dívida que Britto tinha era de R$ 9,1 mil. De acordo com o jornal O Liberal, o valor foi negociado entre o advogado do treinador, Marcelo Pizani, e o juiz do caso, Fabio Rodrigues Fazuoli, da 3ª Vara Criminal de Mogi Mirim, onde o processo teve início.

"Foram regularizadas algumas pensões que estavam pendentes, foi feito um acordo e expedida a ordem (de soltura). Não houve pagamento de fiança por se tratar de uma prisão civil", declarou o advogado.

A União Barbarense ocupa a última colocação da Série A2, com apenas quatro pontos ganhos em 11 partidas disputadas. Tem uma vitória, um empate e nove derrotas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos