10 curiosidades de Pedrinho, xodó que estreará como titular no Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

    Pedrinho ganhará a primeira chance como titular do Corinthians

    Pedrinho ganhará a primeira chance como titular do Corinthians

Pedrinho leva consigo um talento reconhecido por muitas pessoas ligadas ao futebol do Corinthians. Na mesma proporção, o meia-atacante de 18 anos cria uma expectativa no torcedor corintiano que há tempos não era vista no clube.

Nesta quinta-feira, a revelação do Corinthians irá defender a equipe profissional pela primeira vez como titular. Ele estará entre os 11 atletas corintianos que enfrentarão o Red Bull em Itaquera às 17h, em jogo válido pela décima rodada de Campeonato Paulista - no último domingo, diante da Ferroviária, ele entrou em campo aos 22 minutos do segundo tempo.

Com Pedrinho confirmado no time titular, o UOL Esporte conta agora dez histórias do meia-atacante. Todas elas aconteceram depois da chegada do jogador ao Corinthians, em 2013.

1) Bom jogador também no Fifa

O meia-atacante é viciado na série "Prison Break" e gosta de jogar Fifa no videogame. Segundo relatos, o atleta joga muito bem. Os ex-companheiros dizem que o maior duelo é entre ele e o lateral Eldder (amigo das categorias de base) - ambos pagam flexões quando perdem. "Ele pode perder de 5 a 0 de qualquer um, mas não pode perder de meio a zero do Eldder que fica bravo". 
 
Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians
Pedrinho: 18 anos e muita bola
 

2) Menino faminto

Pedrinho adora comer em churrascaria. Se deixasse, ele não sairia do Gauchão, que está localizado ao lado do Parque São Jorge. Outro alimento que não pode faltar na mesa do jogador: açaí. Kauê Berbel, fisiologista do clube, cobrava, há tempos, que ele comesse mais, a fim de ajudar na recuperação após os jogos.
 

3) A magreza ajuda

Quando defendia o time sub-17 do Corinthians, Pedrinho era o único do grupo liberado para comer qualquer alimento. Isso acontecia por ele ser magrinho. Na Taça BH de 2015, os meninos da equipe eram, em alguns momentos, liberados para ir ao mercado sob supervisão da comissão técnica. Alguns queriam chocolate e chegavam a recorrer a Pedrinho para realizar o desejo.
 

4) Saudade sem fim

De acordo com a assistente social, Pedrinho conta os dias para as férias para poder voltar pra Maceió e ver a família. Inclusive, ele foi à cidade depois da conquista Copinha. para ficar mais perto dos pais, o garoto utiliza muito o FaceTime.
 

5) Muitas moradias

A joia corintiana vive "sozinho" desde os 15 anos. Ele chegou ao Corinthians em 2013 e viveu no alojamento até fazer 18 anos. Depois, passou a morar com o Filipe, goleiro do sub-20. Os dois moram nos prédios que ficam na frente do antigo terrão, no Parque São Jorge. 

 

6) Carona do companheiro 

Pedrinho vai de carona para o CT Joaquim Grava. O volante Mantuan o ajuda nesse sentido. O meia-atacante completará 19 anos em abril e já está tirando a carta de motorista.
 

7) Os parças

Os amigos mais próximos de Pedrinho são Zé Gabriel (atacante campeão da Copinha deste ano), Eldder (lateral direito que subiu para o sub-20 e fez um dos gols na final da Copa do Brasil Sub-17 do ano passado, o goleiro Filipe e o meia Fabricio Oya.
 
Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians
Pedrinho conversa com Rodriguinho e Jadson durante a partida Corinthians e Ferroviária

8) Momento difícil

Pedrinho teve uma lesão no tornozelo direito em 2016. O problema demorou a se resolver mesmo com tratamento. Isso deixou o jogador chateado, achando que as coisas não dariam certo. Nesse cenário, o meia-atacante chegou a cogitar até voltar para casa. Muitas pessoas tentaram acalmá-lo e ele foi fazer o tratamento intensivo no CT Joaquim Grava. 
 

9) Resultados

Depois de ficar 100% fisicamente, Pedrinho ganhou confiança. Ele foi reserva na final do Brasileiro sub-20 do ano passado, contra o Botafogo. No fim do ano, já era o titular absoluto. Apesar dos maus resultados na Copa RS, Osmar Loss apostou no garoto para a Copinha. Ele deu foi líder de assistências e chamou a atenção de todos - de Fábio Carille, inclusive.
 

10) Futebol é uma obsessão

Quando ele e o amigo Eldder estavam sem fazer nada no alojamento do clube, a dupla dava um jeito de arrumar uma bola para ficar jogando embaixo da arquibancada. Pedrinho é conhecido também por fazer embaixadas com qualquer bola (até as de tênis).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos