Com 3 gols contra Uruguai, Paulinho vê cabeça fria como fator decisivo

Danilo Lavieri

Do UOL, em Montevidéu (Uruguai)

O volante Paulinho mostrou tranquilidade incomum para quem fez três gols diante do Uruguai, em Montevidéu, nesta quinta-feira. Logo após ser protagonista da vitória por 4 a 1, ele frisou a cabeça fria do time após sair atrás do placar e construir a virada que deixa a vaga na Copa do Mundo encaminhada. 

"Sabíamos da dificuldade que iríamos enfrentar. Saímos atrás, mas tivemos concentração, cabeça tranquila para ir atrás do resultado. Com grandes atuações, essa seleção tem muito a crescer também", disse Paulinho à TV Globo. 

Depois, na saída do Centenário, ele voltou a falar. "É a primeira vez na minha vida. Fico feliz pelos três gols. Agradeço mais a Deus pela oportunidade de servir à seleção brasileira. Fazer três gols é importante, mas o mais importante é a vitória", declarou em zona mista. 

Questionado sobre o crescimento a partir da passagem pela China, Paulinho também comentou. "O futebol não tem muita explicação. É momento. Saí por um tempo da seleção e quando tive a oportunidade, retornei bem, fazendo meu melhor. Ir bem em uma partida ou outra é muito relativo", explicou.

"Todos acharam que era uma loucura (jogar na China) e eu vou agradecer ao Guangzhou e ao Felipão por terem confiado em mim. Lá, recuperei a confiança. Todos foram me ajudando até retornar à seleção", lembrou. 

Questionado se havia tido mais liberdade para anotar três gols, Paulinho disse que é circunstancial. "A gente tem que ver o lado melhor para sair. Contra a Argentina, fiquei um pouco mais para fazer a marcação, ajudei o Marcelo e Renato Augusto é que saiu para o jogo. Não é somente eu e o Renato", comparou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos