Polícia prende 5 torcedores por morte de botafoguense; 3 estão foragidos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Arquivo Pessoal

     Diego Silva dos Santos (em destaque) posa com camisa de torcida do Botafogo

    Diego Silva dos Santos (em destaque) posa com camisa de torcida do Botafogo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro efetuou a prisão de cinco torcedores acusados de participação na morte do botafoguense Diego Silva dos Santos, ocorrida antes do clássico entre Flamengo e Botafogo. As autoridades ainda buscam outros três torcedores, que estão foragidos.

A detenção dos suspeitos acontece em cumprimento de mandado de prisão. Outras 12 pessoas também são monitoradas pela polícia por outros crimes, sem envolvimento na morte do torcedor.

Todos os torcedores com ordem de prisão pertencem à Torcida Jovem, do Flamengo. A operação conta com 130 policiais.

Um dos alvos da polícia, Rogério da Silva Guinada foi encontrado na casa dos pais e já foi levado á delegacia. Nas imagens das câmeras de segurança, Rogério é visto com um espeto de churrasco, arma que teria sido usada para ferir Diego.

Diego foi agredido com espeto de churrasco e morreu em consequência de hemorragia.

O que aconteceu ali nos remete, lamentavelmente, a uma era medieval. São comportamentos que na era medieval talvez não visse", destacou um dos delegados da Polícia Civil.

Foram presos:

Rafael Camelo, diretor da Torcida Jovem

Vitor Portencio

Adonai Santos

Rogerio Silva Guinard

Herbert Sabino de Paula.

Foragidos:

Wallace Motta, presidente da Torcida Jovem

Rafael Maggio Afonso, vice-presidente da Torcida Jovem

Fábio Pinheiro

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos