Zanotta é apresentado no Grêmio e cita Arsenal e Pachuca como exemplos

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    André Zanotta, 36 anos, passou por Santos e Sport antes de assinar com o Grêmio

    André Zanotta, 36 anos, passou por Santos e Sport antes de assinar com o Grêmio

André Zanotta foi apresentado oficialmente pelo Grêmio nesta quinta-feira (23) e chegou com exemplos claros do que tem em mente quando o assunto é planejamento estratégico e gestão. Novo gerente executivo do Tricolor, ele citou Arsenal-ING e Pachuca-MEX como exemplos a serem seguidos. E ainda citou que uma das metas na Arena é aprofundar a conexão entre as categorias de base e o elenco principal do clube gaúcho.

O UOL Esporte já havia mostrado que Zanotta não chega como protagonista na busca por reforços ou na interação do clube junto ao mercado da bola.

"Venho para um time campeão, é uma honra. Quero que eles se sintam bem, que me vejam como parte do grupo. Quero ajudar a fazer o Grêmio cada vez mais forte", disse. "A minha função é... São algumas funções. Passa pelo processo de identificação de jogadores. A minha função não está restrita ao futebol profissional, também respondo pelo grupo de transição e base. Identificação de jogadores, viabilidade dos negócios. Cuidar de contratos, temas relacionados ao futebol profissional. Nos outros clubes atuei ligado à fisioterapia, médicos, equipamentos. O executivo atua em todos os lados para auxiliar no ambiente de trabalho. Além disso, discutimos nas entrevistas, planejar estrategicamente o Grêmio para o futuro. Políticas internas, processos e planejar o clube para o futuro", completou.

Antes de fechar com o Grêmio, André Zanotta viajou ao Chile e lá encontrou o novo braço do grupo comandado pelo Pachuca. A atuação do clube mexicano, já conhecido dele anteriormente, foi apontada como uma das serem seguidas.

"O Arsenal é extremamente responsável financeiramente, não conquista tantos títulos quanto deveria, mas gosto de citar e comentei isso recentemente em uma viagem. Eu fui ao Chile, visitei alguns clube e entre eles o Everton de Viña Del Mar. Ele foi comprado pelo Pachuca, eles fazem pouco barulho, mas estão sempre ativos. O Pachuca contratou o CEO da Premier League para dar palestra aos clubes mexicanos, por exemplo. O Pachuca comprou o Everton do Chile, o Talleres de Córdoba. É um clube com planejamento estratégico muito bem definido. Eles são um City Football Group em menor escala, digamos assim", afirmou.

Sem um diretor executivo desde maio do ano passado, quando Rui Costa foi demitido, o Grêmio deslocou Júnior Chavare da coordenação das categorias de base para ter um profissional que atuasse no departamento de futebol até dezembro. André Zanotta entra justamente nessa vaga e diz que não encontrou muitas demandas atrasadas.

"Vejo que o trabalho vinha sendo bem conduzido. Têm assuntos mais urgentes, menos urgentes, que posso ajudar. Mas encontrei o clube bem organizado, com assuntos onde posso me envolver com mais rapidez. Outros que podem esperar mais. Mas nada muito diferente de onde trabalhei, não houve nenhuma surpresa, digamos assim", avaliou.

Aos 36 anos, André Zanotta passou por Santos e Sport antes de chegar ao Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos