Maycon quebra maior seca de gol de falta do Corinthians dos últimos 50 anos

Diego Salgado e Giovana Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians colocou ponto final em uma série negativa na noite desta quinta-feira. O volante Maycon marcou de falta no empate entre Corinthians e Red Bull em Itaquera e encerrou, dessa forma, o maior jejum dos últimos 50 anos sem gols nesse fundamento.

O último gol de falta do Corinthians antes do marcado por Maycon foi de Jadson, em julho de 2015 - na ocasião, o time alvinegro bateu o Atlético-PR por 2 a 0, também na Arena. Desde então, passaram-se quase 21 meses.

Segundo levantamento do UOL Esporte, de 1967 para cá, o time alvinegro nunca ficou tanto tempo sem ir às redes dessa forma. Ou seja, Maycon colocou fim à maior seca corintiana das últimas cinco décadas em gols de falta - em 2016, o Corinthians não fez nenhum gol em cobrança de falta direta (veja lista abaixo).

Em 50 anos, o Corinthians teve grandes batedores de falta. Além do próprio Jadson, o clube contou com as cobranças de Chicão, Coelho, Marcelinho Carioca, Neto, João Paulo, Zenon, Sócrates e Rivellino. Antes da década de 1960, ainda no começo do século, o zagueiro Grané destacou-se nas bolas paradas.

De acordo com o jornalista e historiador Celso Unzelte, o jogador, inclusive, marcou o primeiro gol de falta que se tem registro no clube. O fato deu-se em 7 de abril de 1929, na goleada corintiana de 5 a 3 sobre o Guarani.

"Ele é até hoje o maior artilheiro entre os zagueiros corintianos, graças, principalmente, à potência do chute nas cobranças de faltas e pênaltis", disse Unzelte.

Treino e aprimoramento

Depois de encerrar o jejum de gols de falta, o volante Maycon disse que começou a se dedicar às cobranças de falta depois da chegada do ex-lateral Coelho ao Corinthians, em 2015 - na ocasião, ele integrava a comissão técnica do time sub-20.

"Eu treinava falta no sub-20, sub-17. Depois da chegada do Coelho, comecei a aprimorar um pouco mais com o auxílio dele. Vou continuar treinando, o treinamento aprimora para o jogo e vou continuar. Eu sabia do jejum, já tinha visto matéria. Vamos continuar dessa forma, sabemos que é um ponto importante", disse Maycon.
 
Foto: Almeida Rocha/Folhapress

Gols de falta (ano a ano)*


Anos 2010

2017: Maycon - 1 x 1 Red Bull
2015: Jadson - 2 x 0 Atlético-PR 
2014: Jadson - 2 x 0 Linense 
2013: Pato - 2 x 0 Luverdense
2012: Douglas -  1 x 1 Portuguesa
2011: Alex - 1 x 1 Internacional 
 
 
Anos 2000
 
2010: Chicão - 2 x 1 Cerro Porteño
2009: Chicão - 3 x 1 Santos
2008: Chicão - 2 x 1 Botafogo 
2007: Nilton - 2 x 0 Santos 
2006: Ricardinho - 3 x 0 São Caetano
 
Antonio Gaudério/Folha Imagem
 
2005: Coelho - 2 x 3 Goiás 
2004: Coelho - 5 x 2 Figueirense
2003: Coelho - 2 x 3 Atlético-PR 
2002: Renato - 3 x 1 Gama
2001: Marcelinho - 3 x 0 Botafogo-SP
 
 
Anos 1990
 
2000: Luizão - 1 x 1 Botafogo 
1999: Marcelinho - 3 x 2 Coritiba 
1998: Marcelinho - 1 x 0 Vasco
1997: Marcelinho - 1 x 2 Grêmio
1996: Marcelinho - 2 x 2 Palmeiras 
1995: Marcelinho - 2 x 1 Palmeiras 
1994: Marcelinho - 6 x 0 Minerven
1993: Rivaldo - 2 x 2 Botafogo 
1992: Neto - 1 x 0 Atlético-MG
 
Sergio Tomisaki/Folhapress
 
1991: Neto - 3 x 2 Flamengo
 
 
Anos 1980
 
1990: Neto - 2 x 1 Bahia 
1989: João Paulo - 3 x 1 Guarani 
1988: João Paulo - 2 x 0 Santa Cruz 
1987: João Paulo - 3 x 1 Guarani 
1986: Cristóvão - 5 x 0 Sobradinho 
1985: Zenon - 4 x 0 Goiás 
1984: Zenon - 2 x 0 Taubaté 
1983: Zenon - 3 x 1 Campo Grande 
1982: Zenon - 5 x 1 Juventus 
1981: Zenon - 2 x 0 Santos 
 
 
Anos 1970
 
Reprodução
 
1980: Sócrates - 4 x 2 Comercial 
1979: Sócrates - 2 x 2 São Paulo 
1978: Cláudio Mineiro - 2 x 2 Marília 
1977: Palhinha - 3 x 0 Fortaleza 
1976: Romeu - 4 x 0 Portuguesa-SAN
1975: Vaguinho - 2 x 0 Grêmio 
1974: Rivellino - 1 x 0 São Bento
1973: Rivellino - 2 x 1 Palmeiras 
1972: Rivellino - 3 x 3 Santa Cruz 
1971: Rivellino - 1 x 0 Inter 
 
 
Anos 1960
 
1970: Aladim - 3 x 3 América-RJ
1969: Rivellino - 2 x 2 América-RJ
1968: Eduardo - 1 x 2 Fluminense 
1967: Rivellino - 1 x 0 Juventus 
 
* A reportagem cita apenas um gol de falta por ano, embora o time alvinegro tenha marcado mais vezes.
 
Folhapress
Rivellino fez história nas cobranças de falta durante as décadas de 1960 e 1970
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos