França sofre, mas vence Luxemburgo com dois gols de Giroud e lidera grupo

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Olivier Matthys

    Griezmann e Giroud definiram a complicada vitória da seleção da França em Luxemburgo

    Griezmann e Giroud definiram a complicada vitória da seleção da França em Luxemburgo

Nada de novo no Grupo A das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018. Neste sábado, a França venceu Luxemburgo por 3 a 1 na casa do adversário e se manteve na liderança da chave mesmo com a vitória da Suécia. Os gols franceses foram marcados por Giroud, duas vezes, e Griezmann, de pênalti; também em cobrança de penalidade, Aurélien Joachim marcou para os anfitriões.

Vale destacar, no entanto, que a seleção luxemburguesa quase segurou a França e por pouco não arrancou um empate diante da favorita. O time de Luc Holtz, que é lanterna no Grupo A com apenas um ponto somado em cinco partidas, mostrou boa estratégia tática e linhas bem definidas. Os comandados de Deschamps têm 13 pontos, três a mais que a Suécia. A próxima rodada da disputa ocorrerá apenas em junho.

Simultaneamente, também em jogos iniciados às 16h45 (de Brasília), a Bulgária venceu a Holanda por 2 a 0 com dois gols de Delev. A Grécia, por sua vez, teve dois jogadores expulsos e sofreu o empate da Bélgica no finalzinho: gols de Mitroglou e Lukaku.

Je suis centroavante

Eric Vidal/Reuters

Como um autêntico camisa 9 faria, Giroud se posicionou com inteligência na pequena área aos 27 do primeiro tempo e recebeu o cruzamento rasteiro de Sidibé pela direita. O atacante do Arsenal só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede. Na marca dos 31 da etapa final, o centroavante aproveitou outro cruzamento, desta vez de Mendy pela esquerda, e selou a vitória francesa.

Chumbo trocado

O choque de Matuidi com Daniel da Mota não passou despercebido pelo árbitro Andris Treimanis, que marcou pênalti a favor da seleção da casa e ainda amarelou o jogador da França. Aurélien Joachim tocou no cantinho direito e converteu a cobrança, mas a festa de Luxemburgo durou pouco.

Três minutos depois, aos 36 do primeiro tempo, o próprio Daniel da Mota derrubou Sidibé e deu uma penalidade de presente para os franceses. Griezmann bateu no canto esquerdo e ainda viu Schon encostar na bola, mas o segundo gol dos visitantes foi confirmado.

Podia ter mostrado mais

AP Photo/Olivier Matthys

Depois de torcer contra a seleção brasileira no jogo diante do Uruguai, o craque da França não entrou em campo demonstrando muita vontade. Griezmann até teve chance de marcar em duas jogadas no começo do primeiro tempo, sem sucesso: em uma delas, a bola raspou o travessão em cobrança de falta; na outra, o camisa 7 foi negligente ao tentar um toque por cobertura e facilitou a vida do goleiro Moris. O jogador não parecia plenamente motivado para atuar como o motor francês, e mesmo sua cobrança de pênalti quase foi defendida pelo goleiro.

Santo de casa

Nem o mais otimista dos torcedores luxemburgueses devia esperar a consistência tática mostrada pela equipe da casa. É bem verdade que a França encontrou alguns espaços para chegar ao ataque antes do gol de Giroud aos 27, mas o time de Luxemburgo mostrou linhas bem definidas no setor defensivo. Além disso, os comandados de Luc Holtz desceram rapidamente no contra-ataque em algumas oportunidades cheias de toques velozes, como no lance do pênalti sofrido por Daniel da Mota.

FICHA TÉCNICA
LUXEMBURGO 1 X 3 FRANÇA

Data e hora: 25 de março de 2017, sábado, às 16h45 (de Brasília)
Local: Estádio Josy Barthel, na Cidade de Luxemburgo (Luxemburgo)
Árbitro: Andris Treimanis
Auxiliares: Haralds Gudermanis e Aleksejs Spasjonnikovs
Cartões amarelos: Daniel da Mota, Joachim, Chris Philipps, (Luxemburgo); Matuidi (França)
Gols: Aurélien Joachim, aos 33 minutos do primeiro tempo (Luxemburgo); Giroud, aos 27 do primeiro e aos 31 do segundo, e Griezmann aos 36 do primeiro tempo (França)

LUXEMBURGO: Moris (Schon); Malget, Chanot, Martins e Jans; Chris Philipps, Lars Gerson e Mario Mutsch (Bohnert); Stefano Bensi, Daniel da Mota (Gerson Rodrigues) e Aurélien Joachim
Técnico: Luc Holtz

FRANÇA: Lloris; Sidibé (Jallet), Koscielny, Umtiti e Mendy; Kanté, Matuidi (Rabiot), Dembelé, Payet (Mbappé) e Griezmann; Giroud
Técnico: Didier Deschamps

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos