Sornoza curte vida carioca e diz que só falta uma coisa para alegria total

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense

    Alto astral: Sornoza se sente em casa no Rio de Janeiro e no Fluminense

    Alto astral: Sornoza se sente em casa no Rio de Janeiro e no Fluminense

O constante sorriso no rosto denuncia: o equatoriano Junior Sornoza vive um romance com o Fluminense e a cidade do Rio de Janeiro.

Em pouco mais de dois meses, o camisa 20 já bate ponto na Praia da Barra da Tijuca e mantém uma rotina tipicamente carioca. Quando pode, um mergulho seguido de uma água de coco é o antídoto para relaxar da rotina e aplacar a única ausência sentida na Cidade Maravilhosa: a saudade da família.

Mas a angústia já tem hora para acabar. A partir do final de abril, os churrascos, as receitas com arroz e os passeios de helicóptero pelo Rio terão a presença da esposa Liceth e dos filhos Mathías e Dulce. O trio ainda está no Equador e se mudará de mala e cuia para um apartamento de um condomínio que é o preferido entre nove de dez boleiros dos quatro grandes.

Reprodução/Instagram
Esposa Liceth e filhos Mathías e Dulce chegam ao Rio em abril

"É o que falta, que chegue logo minha família. Aí me sentirei totalmente em casa. Quero conhecer o Pão de Açúcar e o Cristo com eles. A cidade é muito linda...as praias, as pessoas. Espero seguir me adaptando e conhecer muito mais", disse o meia.

As visitas aos principais pontos turísticos incluem a família em seus planos, mas ele espera mesmo é não ser apenas um turista em um dos principais palcos do futebol mundial. No Maracanã, ele quer ser protagonista com a camisa tricolor. Em seus sonhos cariocas, grandes jogos no estádio e o posto de ídolo da torcida ocupam uma parte importante em sua lista particular de realizações.

"Desde que eu cheguei no aeroporto já tinha gente me dando boas-vindas. O jogador se sente respaldado por sua torcida. Meu sonho é ganhar muitos títulos aqui. "Já atuei no Maracanã, mas não com a torcida a favor. É um dos estádios mais famosos do mundo. Sonho em atuar lá com a camisa do Fluminense e fazer um gol importante, diante da minha torcida. Quem sabe um dia isso não aconteça", contou ele. 

Instagram/Sornoza
Sornoza passeia de carro com os companheiros de time Orejuela e Reginaldo

"Papá", como é conhecido entre os companheiros de Flu, admite que ainda precisa ser mais íntimo da língua portuguesa. Para superar essa dificuldade, afirma estar incorporando o funk carioca aos seus hábitos musicais. Livros e revistas também são companheiras nos momentos de sossego em casa. Quando a coisa aperta um pouco, o zagueiro Reginaldo é o intérprete preferido.

Entre sua Portoviejo natal e o Rio de Janeiro, o pensamento atravessa o Atlântico e desembarca na Espanha. Sornoza espera que seus gols e boas atuações pelo Flu o conduzam ao futebol espanhol. Seu contrato com o Fluminense vai até o final de 2019, mas a torcida do Fluminense já sonha com um casamento ainda mais longo e feliz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos