Fifa vai pagar salários de jogador irlandês que quebrou a perna na seleção

Do UOL, em São Paulo

  • Clodagh Kilcoyne/Reuters

    Coleman quebrou dois ossos da perna direita em jogo contra o País de Gales

    Coleman quebrou dois ossos da perna direita em jogo contra o País de Gales

A Fifa vai pagar os salários do lateral direito Seamus Coleman, do Everton, que quebrou a perna jogando pela seleção da Irlanda em jogo contra o País de Gales pelas Eliminatórias Europeias da Copa de 2018.

A federação internacional possui um programa de proteção aos clubes que permite o pagamento de salários de até 143 mil euros semanais (cerca de R$ 486 mil) a jogadores que se lesionam defendendo suas seleções. O salário de Coleman no Everton é estimado em 45 mil euros semanais (R$ 152 mil).

O lateral pode ficar até um ano longe dos gramados após fraturar a tíbia e a fíbula da perna direita após uma entrada do galês Neil Taylor, que recebeu cartão vermelho no lance. O jogo terminou empatado por 0 a 0.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos