Piqué ataca Real e diz não gostar dos "valores do time"; clube nega ação

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Petr David Josek

A vitória da Espanha sobre a França em amistoso na última quarta-feira ficou marcada não apenas pelo que aconteceu em campo. Após o duelo, o zagueiro Piqué concedeu uma explosiva entrevista que abriu uma nova crise entre o Real Madrid e o Barcelona no futebol espanhol.

Em linhas gerais, o zagueiro disse que não compartilha dos valores transmitidos pelo time da capital espanhola e criticou a presença de autoridades do país nas tribunas do Estádio Santiago Bernabéu.

As críticas de Piqué tiveram início quando perguntaram ao zagueiro se ele se via no Real Madrid um dia. "Eu jamais trabalharia para o Real Madrid. Do Madrid não gosto os valores que transmite, os jogadores aprecio muito e são meus amigos", começou.

"Para mim, o que não gosto sobre o assunto (Real) Madrid é ver em sua tribuna personalidades que fazem este país se mover. A pessoa que condenou Messi e Neymar e casualmente tem um trato diferente com Cristiano Ronaldo está na tribuna ao lado do Florentino Pérez.  Não gosto do que transmite ", disse o zagueiro.

Segunda a imprensa espanhola, a referência era em relação à advogada geral do Estado, Marta Silva Lapuerta, que frequenta as tribunas do Santiago Bernabéu.

Em um primeiro momento, os jornais espanhóis "AS" e "Marca" publicaram que o Real Madrid cogitava tomar medidas judiciais contra o jogador, mas posteriormente o clube negou a possibilidade de uma ação. "A resposta vamos dar no clássico (em 23 de abril)", afirmou, em comunicado, o departamento jurídico do Real.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos