Será que a Copa do Mundo de 2018 terá algum jogador nascido no ano 2000?

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Maxim Shemetov

    Chances existem, mas há poucos jogadores nascidos em 2000 nas seleções principais; mesmo entre os times sub-20, possibilidades são remotas

    Chances existem, mas há poucos jogadores nascidos em 2000 nas seleções principais; mesmo entre os times sub-20, possibilidades são remotas

A história é conhecida: Pelé tinha 17 anos quando disputou a Copa do Mundo de 1958, assim como Ronaldo tinha 17 quando foi chamado para a Copa do Mundo de 1994. Mas se algum jogador de 17 para 18 anos for convocado para a disputa da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, estaremos diante de um marco: pela primeira vez, um jogador nascido em 2000 disputará o principal torneio de futebol do mundo.

A dúvida é: pode acontecer?

O cenário não seria tão improvável. Na Copa do Mundo de 2014, dois jogadores tinham 18 anos no dia 12 de junho, data da abertura da competição. O mais jovem em campo era o atacante camaronês Fabrice Olinga, nascido em 12 de maio de 1996.

Entretanto, tudo indica que ainda não será em 2018 que a Copa do Mundo terá um jogador nascido em 2000. As chances existem, mas são bem pequenas.

O UOL Esporte pesquisou as convocações recentes de 108 das seleções que seguem disputando as eliminatórias continentais para 2018. Destas, 70 tem jogadores nascidos pelo menos em 1997. E entre as 70 equipes listadas, encontrou apenas quatro com jogadores nascidos a partir de 1º de janeiro de 2000: Taiti, Luxemburgo, Gibraltar e Kosovo.

AS Tefana/Divulgação
Nascido em janeiro de 2000, Moana Pito é candidato a disputar a Copa de 2018; para isso, depende do sucesso do Taiti nas eliminatórias da Oceania
Desta lista, quem tem mais chances de carimbar o passaporte é Moana Pito, goleiro taitiano nascido em 21 de janeiro de 2000. O caminho de Pito, porém, não é fácil. O Taiti é líder de seu grupo na terceira fase das eliminatórias da Oceania, com seis pontos em quatro rodadas. Caso confirme seu favoritismo diante de Ilhas Salomão e Papua Nova Guiné, disputa a final continental contra o representante do outro triangular (Nova Zelândia). O classificado do continente decide uma vaga na repescagem intercontinental contra o quinto colocado da América do Sul - hoje, a Argentina.

Na Europa, há jogadores nascidos em 2000 em três seleções – as já citadas Luxemburgo, Gibraltar e Kosovo. As três, porém, são lanternas de seus grupos nas eliminatórias e têm poucas chances de uma vaga na Copa do Mundo do próximo ano.

Chances nas categorias de base

Ainda existe a possibilidade de um jogador das seleções que disputam o Mundial Sub-20 de 2017, que será realizado na Coreia do Sul entre maio e junho, ser convocado para o time principal. No entanto, eis aí outro obstáculo: entre as seleções que disputam, apenas Mali e Sudão convocaram jogadores nascidos em 2000 para a disputa da Copa Africana de Nações sub-20, que classificou as seleções para a disputa do Mundial Sub-20.

Das duas seleções, apenas o Mali segue vivo nas eliminatórias africanas para a Copa de 2018. Os sudaneses não se classificaram para o Mundial Sub-20, nem têm chances de ir à Copa de 2018.

De resto, as opções são restritas. No Europeu sub-19 de 2016, nenhum jogador em 2000 entrou em campo. Na Copa da Ásia sub-19 de 2016 ou no Sul-Americano sub-20 de 2017, também não. No Sub-20 da Concacaf em 2017, apenas um - em Antígua e Barbuda, que já não tem chances de ir à Copa de 2018. No Campeonato sub-20 da Oceania em 2016, foram vários, distribuídos em seleções como Samoa, Ilhas Cook e Samoa Americana - nenhuma delas ainda nas eliminatórias para a Rússia.

No Brasil, o nome mais cotado para romper esta barreira é Vinícius Júnior, atacante do Flamengo nascido em 12 de julho de 2000. A possibilidade já foi cogitada por comentaristas de TV, como Ricardo Rocha (SporTV) e Fábio Sormani (FOX Sports); entretanto, pesa contra o jogador o fato de ainda não ter estreado no elenco profissional do Fla ou na seleção brasileira sub-20.

Staff Images/ Flamengo
Vinícius Júnior é o 'candidato brasileiro' entre os jogadores nascidos em 2000 a jogar a Copa de 2018; porém, ainda não fez sua estreia no profissional do Fla

Quem pode convocar um jogador de 2000?

As opções existem, mas são poucas. Pelo mundo, há poucos jogadores nascidos em 2000 que podem jogar a Copa do Mundo de 2018. Onde eles estão?

Taiti
Entre as seleções que sobrevivem com chances razoáveis nas eliminatórias ao redor do mundo, a única que já conta com um jogador nascido em 2000 convocado entre os "adultos" é o Taiti. Trata-se de Moana Pito, goleiro, nascido em 25 de janeiro de 2000. Pito é reserva, mas os taitiano seguem na briga por uma vaga pela Oceania.

Luxemburgo
A seleção luxemburguesa tem três jogadores nascidos em 2000: o goleiro Youn Czekanowicz (8 de agosto), o zagueiro Pit Simon (4 de fevereiro) e o meio-campista Vincent Thill (4 de fevereiro). O problema: Luxemburgo é lanterna do Grupo A das eliminatórias europeias, com um ponto em cinco jogos. A França lidera a chave, com 13 pontos.

Lincoln Red Imps FC/Divulgação
Nascido em novembro de 2000, Jaylan Hankins (foto) é o jogador mais jovem de todo mundo a disputar as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018

Gibraltar
O jogador mais jovem a disputar as eliminatórias em todo o mundo é de Gibraltar: Jaylan Hankins, goleiro nascido em 17 de novembro de 2000. No entanto, com cinco derrotas nos cinco primeiros jogos, Gibraltar é lanterna do Grupo H das eliminatórias europeias, e têm chances praticamente nulas de carimbar o passaporte para a Rússia.

Mali
O país é o quarto colocado do Grupo C da terceira fase das eliminatórias africanas, mas depende apenas de si para se garantir no primeiro lugar da chave – e, consequentemente, na Copa de 2018. A seleção principal malinesa não tem nenhum jogador nascido em 2000 – os mais jovens são de 1996. Entretanto, dois jogadores de 2000 disputaram a Copa Africana de Nações sub-20 em 2017: o meia Ousmane Diakite (25 de julho de 2000) e o atacante Ismaila Cheick Coulibaly (25 de dezembro de 2000). De repente…

Os 'caçulas' das seleções adultas

Saiba quem são os jogadores mais jovens* entre as convocações das seleções adultas:

Nascidos em 1997
5 de janeiro: Artur Kartashyan (Armênia)
8 de janeiro: Ramadan Sobhi (Egito)
13 de janeiro: Oto Goshadze (Geórgia)
23 de janeiro: Manfredas Ruzgis (Lituânia)
13 de fevereiro: Rey Manaj (Albânia)
14 de fevereiro: Benjamin Henrichs (Alemanha)
16 de fevereiro: Amer Gojak (Bósnia)
23 de fevereiro: Dragos Nedelcu (Romênia)
24 de fevereiro: Breel Embolo (Suíça)
22 de março: Harry Wilson (País de Gales)
2 de abril: Mazen Fayad (Iraque)
3 de abril: Gabriel Jesus (Brasil)
21 de abril: Nicolás Benedetti (Colômbia)
23 de abril: Jordan Sierra (Equador)
25 de abril: Mikel Oyarzabal (Espanha)
8 de maio: Youri Tielemans (Bélgica)
10 de maio: Vladislavs Sorokins (Belarus)
20 de maio: Liu Shibo (China)
22 de maio: Roland Sallai (Hungria)
5 de junho: Bozhidar Kraev (Bulgária)
15 de junho: Kieran Tierney (Escócia)
23 de junho: Albert Gudmundsson (Islândia)
25 de julho: Emre Mor (Turquia)
18 de agosto: Gerson Torres (Costa Rica)
28 de agosto: Renato Sanches (Portugal)
3 de setembro: Phakamani Mahlambi (África do Sul)
9 de setembro: Fredrik Jensen (Finlândia)
12 de setembro: Abdurahman Al-Dossari (Arábia Saudita)
24 de setembro: Bernard Tekpetey (Gana)
25 de setembro: Dodi Lukebakio (Rep. Dem. do Congo)
6 de outubro: Kasper Dolberg (Dinamarca)
12 de outubro: Marcus Rashford (Inglaterra)
24 de outubro: Edson Álvarez (México)
31 de outubro: Nikola Milenkovic (Sérvia)
15 de novembro: Levi Garcia (Trinidad e Tobago)
20 de novembro: Viktor Tsyhankov (Ucrânia)
1º de dezembro: Ismael Bennacer (Argélia)
13 de dezembro: Eboue Kouassi (Costa do Marfim)
31 de dezembro: Cameron Carter-Vickers (EUA)

Nascidos em 1998
15 de janeiro: Martin Sulek (Eslováquia)
3 de fevereiro: Imouélé Ngampio (Congo)
5 de fevereiro: Ibrahima Aminata Condé (Guiné)
11 de fevereiro: Ronaldo Córdoba (Panamá)
15 de fevereiro: Blás Riveros (Paraguai)
26 de fevereiro: Wuilker Fariñez (Venezuela)
17 de abril: Edrisa Lubega (Uganda)
14 de junho: Jovane Cabral (Cabo Verde)
22 de junho: Roman Spirig (Liechtenstein)
29 de junho: Mattias Käit (Estônia)
22 de julho: Michele Civoli (San Marino)
10 de outubro: Alex Martínez (Andorra)
2 de novembro: Riley McGree (Austrália)
4 de novembro: René Meléndez (Chile)
19 de novembro: Luka Ivanusec (Croácia)
26 de novembro: Achraf Hakimi (Marrocos)
17 de dezembro: Kylian Mbappé (França)
20 de dezembro: Victor Osimhen (Nigéria)
29 de dezembro: Martin Odegaard (Noruega)

Nascidos em 1999
24 de janeiro: Vitalie Damascan (Moldova)
25 de fevereiro: Gianluigi Donnarumma (Itália)
17 de maio: Renat Dadashov (Azerbaijão)
1º de julho: Ramiro Vaca (Bolívia)
17 de julho: Stahl Gubag (Papua Nova Guiné)
6 de agosto: Matthijs de Ligt (Holanda)
12 de agosto: Dane Ingham (Nova Zelândia)
21 de setembro: Alexander Isak (Suécia)

Nascidos em 2000
21 de janeiro: Moana Pito (Taiti)
4 de fevereiro: Vincent Thill (Luxemburgo)
4 de fevereiro: Pit Simon (Luxemburgo)
28 de fevereiro: Labinot Kabashi (Kosovo)
8 de agosto: Youn Czekanowicz (Luxemburgo)
17 de novembro: Jaylan Hankins (Gibraltar)

* Países ausentes na lista têm como "caçulas" jogadores nascidos no máximo em 1996.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos