Após 1º gol, corintiano diz que venceu medo de cabecear após dicas do pai

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O primeiro gol pelo Corinthians feito aos 18 anos virou realidade após conselhos e treinos com o pai. Essa combinação emocionou o atacante Léo Jabá após ele marcar na vitória corintiana sobre o Linense por 3 a 1 em Itaquera, nessa quarta-feira, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

O sentimento é compreensível. Jabá fez o primeiro gol como profissional do jeito mais improvável: de cabeça, após cruzamento de Guilherme Arana - o gol abriu o caminho para o triunfo alvinegro. O responsável pelo sucesso no lance tem nome: Silvan Lima, pai do jovem jogador.

O modo com que ele fez o gol causou surpresa porque Léo Jabá precisou de uma força-tarefa para aprender a cabecear. Isso se deu ainda na infância, quando o atleta dava os primeiro passos como jogador de futebol. Os treinos com o pai ajudou a vencer o medo de colocar a cabeça na bola.

"Desde pequeno eu fazia muitos gols, mas sempre com velocidade, de falta. Mas eu tinha medo de cabecear e sempre fechava os olhos. A gente ia para a praia, ele pegava a bola dentro da água e mandava eu cabecear. Eu falava que não gostava, mas ele mandava. Tenho que agradecer muito a ele", disse o atacante.

"Ele até brincava quando eu jogava na Associação Paulista. Falava que gol de cabeça valia R$ 100. Fico muito feliz por ele acreditar em mim. Ele estava aqui na Arena e fui entregar a camisa para ele. Só tenho de agradecer por ele pegar no meu pé. É coisa de pai: quando acredita, acontece", afirmou.

Jabá explica que seguiu os conselhos à risca quando a bola de Arana voou pela área até encontrá-lo. "Eu cabeceava fechando os olhos e perdia a direção. Quando vi a bola, eu falei: 'é agora'. Fui com o olho aberto e fiz", explicou.

Segundo ele, o gol ficou mais especial por ser na Arena Corinthians e por ter sido visto tão de perto pelo pai, que recebeu sua camisa após a partida.

"Ele sempre pede a camisa. Acaba o jogo, olho o celular, vejo parabéns dele e o pedido da camisa. É coisa de pai. Fico feliz por realizar o sonho dele e meu. Não tinha melhor lugar para marcar o primeiro gol", frisou o atacante.

Jabá estreou no time profissional do Corinthians contra o Inter, na reta final do último Campeonato Brasileiro. Em 2017, o atacante ganhou espaço após servir a seleção brasileira sub-20 no Sul-Americano do Equador. Com o técnico Fábio Carille, Jabá atuou 11 vezes pelo time alvinegro, sendo sete como titular. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos