Carinho, sequência e treino extra. Como Inter recupera Valdívia

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Valdívia ainda busca a melhor rendimento após lesão no joelho em 2016

    Valdívia ainda busca a melhor rendimento após lesão no joelho em 2016

Valdívia ainda não é o mesmo dos gols, das arrancadas e dos dribles que o tornaram rapidamente um dos prediletos da torcida do Inter. A Libertadores de 2015 apresentou um jogador valioso a qualquer elenco, que chegou à seleção olímpica do Brasil e por lá sofreu algo que o atrapalha até hoje: uma grave lesão no joelho. Depois de um ano praticamente perdido, carinho sequência e treinamentos complementares até fora do clube montam a estratégia de resgate do PokoPika. 

Valdívia conta com o apoio do técnico Antonio Carlos Zago. Reconhecendo o esforço nos treinamentos, o ex-zagueiro promoveu um dos pilares na recuperação do jogador: a sequência. Ele foi titular nas duas últimas partidas do time vermelho e mesmo ainda sem brilhar como antigamente deve seguir entrando com regularidade. 
 
"Estou fazendo de tudo para recuperar alguns jogadores. O Valdívia teve uma lesão no ano passado, não conseguiu sequência. É um jogador de muita qualidade e muito importante no clube. Estamos olhando isso com muito carinho. Ele precisa de sequência, da oportunidade de mostrar seu futebol, porque tem muita qualidade, sabe jogar", disse Zago. 
 
Nos bastidores do clube, Valdívia é tratado com muito carinho. A ideia é deixar o jogador confortável, alheio a qualquer pressão externa, para que possa recuperar a confiança que lhe dará liberdade para atuar melhor. 
 
Enquanto isso, o trabalho físico foi intensificado. Como ele ficou fora de praticamente metade da temporada passada, perdeu pré-temporada e teve regresso apressado em meio a um time em queda livre no Brasileirão, precisa ganhar força, explosão, melhores condições atléticas. 
 
Assim, treinamentos complementares fora do clube estão sendo realizados. Um preparador físico particular trabalha com Valdívia dois turnos por dia além das atividades já propostas no Internacional. O trabalho é realizado em parceria entre o profissional contratado e os profissionais do clube, sendo complementar às atividades junto aos demais membros do grupo. 
 
"É um jogador de muita qualidade que temos que recuperar. Dar condições para ele conseguir realizar o trabalho. Ele tem se destacado nos treinamentos, estava merecendo uma chance há muito tempo", elogiou Antonio Carlos. 
 
O Inter volta a campo na próxima quinta-feira para abrir as quartas de final do Gauchão diante do Cruzeiro-RS. O jogo será realizado no estádio Beira-Rio. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos