Após agressão e 32 dias na UTI, ex-palmeirense luta para voltar ao futebol

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

"Tudo o que eu mais quero nessa vida é jogar futebol. Morro de saudades de fazer o que eu gosto", afirma Rafael Ferreira de Souza de Oliveira, afastado do esporte desde fevereiro, por causa de uma agressão sofrida no Carnaval de rua de São Paulo. Após enfrentar 32 dias na UTI, sendo 20 deles em coma, o atacante com passagens por São Caetano e Palmeiras agora só pensa em virar a página do incidente para voltar a trabalhar. 

Conhecido no futebol como Rafael Amoroso, o atacante teve alta do Hospital das Clínicas no último dia 22 de março. Foi pouco mais de um mês de luta para o jogador de 27 anos, brutalmente espancado por cerca de 15 pessoas em 18 de fevereiro.

O incidente aconteceu durante o desfile de um bloco carnavalesco na Zona Oeste de São Paulo. No meio da multidão, o jogador correu atrás de um assaltante para evitar que ele roubasse o celular de uma mulher. Minutos depois, no entanto, o criminoso voltou ao local acompanhado de comparsas e agrediu o atleta e seus amigos. A vítima levou diversos golpes na cabeça com uma barra de ferro.

Nos dias seguintes, Rafael passou por duas cirurgias delicadas na cabeça e correu risco de morte. Hoje, após deixar o hospital sem sequelas, o atleta encara sessões de fisioterapia na clínica do médico Joaquim Grava, em São Paulo. O principal objetivo agora é a restauração da forma física – atualmente com 70 kg, o jogador pretende recuperar a estrutura muscular original, com meta de alcançar 84 kg.

UOL
Atacante Rafael Amoroso batalha para recuperar 14 kg após período na UTI

"Estou bem melhor, graças a Deus. A evolução foi grande. Passo a passo, eu vou voltar ao normal. A cabeça está tranquila, não está doendo, não sinto nada. Sinto fraqueza dos músculos, mas a cabeça não sinto nada", comenta o atacante, ainda com alguma dificuldade de fala, em razão de uma traqueostomia.

Nos últimos dias, o atacante também recebeu uma série de mensagens de apoio de amigos do universo do futebol, como Alan Ruschel (Chapecoense) e Dudu (Palmeiras), além de jogadores que atuam fora do país, como Mário Fernandes (CSKA e seleção russa).

Em recuperação, Rafael diz ter recebido sondagens de dois clubes após sua alta, por intermédio de seu empresário, Manoel Barboza.

"Só espero coisas boas do futuro, os times chamarem ele para jogar futebol. A gente depende disso. Espero que ele cresça no mundo do futebol", diz Susy Firmino de Souza, esposa do atacante. "Vencemos. A gente venceu essa luta. Agora é só vitória", acrescenta.

Carreira como jogador
Ale Vianna/CA Juventus

Nascido em agosto de 1989, Rafael Amoroso foi revelado para o futebol no São Caetano, onde disputou a Série B do Brasileiro em 2009. Depois, o atacante rodou bastante por times do país. Entre 2010 e 2013, esteve no elenco do Palmeiras B, equipe secundária do gigante clube paulista. O jogador também passou por Juventude, Volta Redonda, Comercial e Caldense.

No último ano, Rafael disputou o Campeonato Potiguar pelo ABC. Depois, reforçou o Votuporanguense na Série A-2 do Paulista e, enfim, atuou na Copa Paulista com a camisa do Juventus, quando conseguiu ser artilheiro da equipe no torneio. Atualmente, o atacante de 1,83 metro está sem clube.

Rafael adotou o apelido Amoroso pela semelhança física com o antigo ídolo de Guarani e São Paulo. O jogador é um atacante de centro, que tem como características a velocidade com a bola, chute com os dois pés e a força física no mano a mano com os adversários.

Rafael vinha de drama familiar: a perda de um filho

O ano de 2017 não tem sido fácil para a família de Rafael Amoroso. Enquanto o atleta era agredido num bloco de Carnaval em São Paulo, sua esposa se recuperava de uma gravidez interrompida, repousando na casa dos pais, no Guarujá. Susy Firmino de Souza não sabia que estava esperando um bebê e precisou fazer uma cesárea de emergência para a retirada do feto. O casal já tem um filho, Thiago, de 10 anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos