Sensação da base do Barça deixou clube após castigo. Agora quer voltar

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

  • Valerio Pennicino/Getty Images

A La Masia, consagrada categoria de base do Barcelona, tem cartilha de comportamento aos jovens. A honra do clube é ter formado jogadores com influência política como Piqué, Puyol, ou Xavi. O mau comportamento costuma ser castigado, e isso ocorreu com o atacante destaque da Lazio, Keita Baldé. O então prodígio aos 15 anos, em 2010, foi emprestado pelo Barça como represália aos problemas extra-campo e optou por deixar o clube por conta da mágoa com a punição. Agora, o caminho traçado pelo jogador é o do retorno, algo bem visto entre os dirigentes catalães.

Keita é filho de senegaleses, mas nascido na Catalunha em 1995. A chegada ao Barça aconteceu aos 9 anos de idade e o sucesso na base foi marcante: soma mais de 300 gols, sendo o recordista em algumas categorias. O problema insuportável para os dirigentes do Barcelona era o excesso de brincadeiras do jogador.

O estopim aconteceu em viagem do time sub-15 ao Catar em 2010. Keita colocou pedras de gelo em colchões dos jogadores e causou irritação geral. A punição veio com empréstimo ao Cornellà, um pequeno clube vizinho que disputa as mesmas divisões que o Barcelona na base. Por lá, o atacante teve temporada incrível com 47 gols, em 30 jogos, mas o retorno ao Barça jamais aconteceu.

"Estava magoado, não foi fácil encarar tão novo uma punição. Hoje entendo que era para o meu bem. Espero ter a chance de voltar", comentou o atacante, em recente entrevista ao jornal esportivo catalão Mundo Deportivo.

Keita já era cobiçado pela base do Real Madrid e do Manchester United, mas a escolha foi a de não renovar contrato com o Barcelona e seguir para a Lazio, com salário incrível de 300 mil euros aos 16 anos.

Na Itália, o atacante seguiu impressionando por dois anos na base até estrear no profissional aos 18 anos em 2013. A titularidade foi adquirida nesta temporada, e Keita passou a ser um dos destaques do time que ocupa o quarto lugar do Campeonato Italiano, com 57 pontos. Em 23 jogos em que disputou na competição, marcou oito gols.

Corpo mole para ser negociado

O retorno de Keita passou a ser especulado no Barcelona por conta da opção do jogador em não renovar o contrato com a Lazio. O vínculo termina em junho de 2018, e a probabilidade de transferência já na reabertura da janela de transferências em junho é grande - Lazio topa negociar o jogador antes do ano final de contrato.

A ânsia de deixar a Lazio é tão grande que o atacante chegou a simular uma lesão no joelho antes do início desta temporada, se recusando a estrear pela equipe.

"A Lazio considera inaceitável o comportamento de Keita Baldé que decidiu não jogar o primeiro jogo do campeonato com a desculpa de sofrer uma lesão no joelho esquerdo. Uma lesão infundada depois de vários exames médicos que ele foi submetido. Tudo com o propósito de facilitar a transferência e garantir os interesses de seus compradores e os potenciais intermediários", destacou o clube italiano em nota oficial.

"Amo essa camisa (da Lazio), mas não posso aceitar como estão me tratando. Não cumpriram com suas promessas, já que falei com o presidente e o diretor esportivo de que não queria seguir. Assim, é melhor parar", justificou Keita.

O caso foi solucionado dias depois com a promessa de que Keita seria negociado ao final desta temporada. Com a proximidade dela, Barcelona, Real Madrid e Monaco surgem como interessados.

"Temos admiração pelo jogador. É cria nossa e seguimos um acompanhamento normal de atletas que por aqui foram formados. Mas isso não quer dizer que vamos contratar", destacou o diretor esportivo do Barça, Robert Fernández.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos