Berrío relembra tragédia da Chape e se diz dividido na torcida na Recopa

Do UOL, em São Paulo

  • Andre Borges/AGIF

O atacante Orlando Berrío, do Flamengo, foi um dos destaques do Atlético Nacional no ano passado e enfrentaria a Chapecoense na final da Copa Sul-Americana de 2016, em partidas que nunca aconteceram. 

Nesta terça-feira, o time catarinense e o colombiano se enfrentarão no jogo de ida da Recopa Sul-Americana e o jogador relembrou os momentos de tristeza vividos em 29 de novembro, data da queda do avião da Chapecoense.

"Para nós do Atlético Nacional foi um momento que marcou muito porque estávamos familiarizados com os jogadores (da Chapecoense). Tínhamos visto vídeos. Tínhamos como referência Danilo e Kempes. Pensava em fazer gols no Danilo. Após sabermos da notícia, nos olhávamos entre nós e havia silêncio. Neste momento lembro de alguém sugerir para dar o título para a Chapecoense. Isso surgiu dentro do grupo. Não queríamos mostrar nada para o mundo, mas era algo que sentíamos", disse em entrevista ao Fox Sports.

O atacante espera um grande duelo na final da Recopa e exaltou a qualidade de ambos os times.

"Creio que uma partida como essa que reúne dois campeões, vai ser um jogo muito bom. Tenho visto a Chapecoense jogar, é uma equipe muito boa e o Atlético Nacional manteve a base. Vai ser um jogo de irmãos mas cada um indo para seu lado para ser campeão. Espero que aproveitem porque serão grandes jogos", disse.

"Não posso dizer que vou apoiar 100% a Chapeconse, porque o Atlético Nacional é a equipe do meu coração", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos