STJD julgará sequência do Paranaense na quinta. Federação aguarda definição

Napoleão de Almeida

Do UOL, em São Paulo

  • Yuri Casari/Do Rico Ao Pobre

    J. Malucelli pode ser rebaixado por atuação de Getterson; decisão mudaria mata-mata

    J. Malucelli pode ser rebaixado por atuação de Getterson; decisão mudaria mata-mata

O STJD incluiu na pauta da sessão da próxima quinta-feira (6) às 10h30, o julgamento do Caso Getterson, jogador que teria atuado irregularmente no Paranaense pelo J. Malucelli. O julgamento é essencial para a sequência da competição. Até lá, a rodada do final de semana, de abertura das quartas de final, não será homologada pela FPF.

Isso por conta de um pedido do Toledo, acatado apenas no final de semana, para que os jogos não sejam validados até que se julgue a situação. Se o J. Malucelli for condenado, o Toledo pleiteia a permanência na primeira divisão paranaense, uma vez que o clube de Curitiba perderia pela menos 16 pontos, caindo para a lanterna. Além do Toledo, o Rio Branco passaria a ser o oitavo colocado, mudando toda a chave das quartas de final de final, cujos primeiros jogos já foram realizados no último domingo (2).

Assim, é possível que os jogos sejam anulados e uma nova série se abra. Com a punição, o Atlético trocaria de clássico, deixando de enfrentar o Paraná (a quem venceu por 1 a 0 no domingo) e passaria a pegar o Coritiba. O Coxa, por sua vez, já está com um pé nas semifinais após fazer 5 a 0 no Cascavel, e teria que recomeçar do zero. Sorte da Cobra, que passaria a enfrentar o Cianorte, vencedor do primeiro duelo com o Prudentopolis por 2 a 0 fora de casa. O Prude passaria a enfrentar o Londrina, outro que também perdeu o primeiro jogo, justo para o J. Malucelli, por 1 a 3. Por fim, o Paraná teria uma melhor chance contra o Rio Branco.

Outra hipótese prevê a simples eliminação do Jotinha (e consequente rebaixamento), com o Londrina avançando para as semifinais.

Ainda há a possibilidade de absolvição do J. Malucelli. Neste caso, a FPF irá aguardar o julgamento para só então marcar os jogos de volta das quartas. "Não adianta sofrer por antecedência. Temos que esperar a quinta, tem tempo. E temos o Estatuto do Torcedor que permite essas marcações em até 48 horas", disse o presidente da Federação Hélio Cury.

Derby sábado ou domingo?

Cury também evitou falar sobre a polêmica da marcação do jogo de volta entre Paraná x Atlético. Os tricolores, que jogam na quarta pela Copa do Brasil, querem o jogo no domingo; já os rubro-negros querem o jogo no sábado, pois tem duelo com o Flamengo pela Libertadores na outra quarta.

"Não adianta falar disso ainda. E se eles mudam tudo por lá?", argumentou Cury, aguardando a quinta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos