Vitinho explica ação na Justiça contra o Inter: "Sequer nos atenderam"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Divulgação SC Internacional

Vitinho usou sua conta no Instagram, nesta quarta-feira (5), para desabafar. Um dia depois da cobrança na Justiça vir a público, o atacante publicou texto onde revelar ter procurado o Internacional para acordo sobre salários e direitos de imagem atrasados. Segundo o jogador, ele não foi atendido pelo Colorado e por isso peticionou ação de cerca de R$ 1,5 milhão.

Na mensagem, o atleta ainda revela detalhes da negociação que o manteve em Porto Alegre por duas temporadas. Entre os pontos, Vitinho afirma ter aberto mão de valores no CSKA e recusado propostas melhores antes de assinar com o Inter.

"Todas as situações tem caminhos para ser resolvidos, mas tem que se mostrar disposto e aparecer pra acertar os melhores caminhos. Nós tentamos, mas nem sequer nos atenderam", escreveu Vitinho.

Os advogados do atacante peticionaram ação que cobra cerca de R$ 1,5 milhão do Inter. O Colorado afirma que ainda não foi notificado pela Justiça.

"Essa mensagem é pra todo torcedor colorado, eu não quero prejudicar o S.C Internacional, eu só quero o cumprimento de um contrato de trabalho e imagem, nada além do que foi tratado e assinado", postou o jogador.

Confira a mensagem de Vitinho na íntegra

Algumas pessoas podem falar, mas poucas pessoas sabem a verdade. Todas as situações tem caminhos para ser resolvidos, mas tem que se mostrar disposto e aparecer pra acertar os melhores caminhos.

Nós tentamos, mas nem sequer nos atenderam.

A paixão e admiração pelo clube e sua maravilhosa torcida me deixam com o coração muito apertado por essa difícil decisão, a final, foram 2 anos muito intensos de momentos maravilhosos e outros momentos muito difíceis, mas todos com muito amor e respeito.

Essa mensagem é pra todo torcedor colorado, eu não quero prejudicar o S.C Internacional, eu só quero o cumprimento de um contrato de trabalho e imagem, nada além do que foi tratado e assinado.

Agora, é fácil algumas pessoas quererem dizer muitas coisas ao meu respeito, dizer que eu sou isso ou aquilo, mas ninguém sabe que:

- Em ambos os empréstimos, mesmo sem ter nenhum documento assinado com o Inter, eu recusei propostas bem maiores porque eu já tinha dado a minha palavra ao clube e porque era a minha vontade vestir essa camisa;

- Eu abri mão de valores a receber na Rússia para o CSKA aceitar a proposta do Inter uma vez que o CSKA tinha propostas financeiras maiores pelo meu empréstimo;

- Eu aceitei fazer diversas infiltrações para poder jogar porque se eu fizesse a cirurgia que deveria ser feita, eu não jogaria os últimos 2 meses, mesmo sabendo que essa decisão poderia agravar a lesão e até prejudicar a minha carreira;

Eu sempre quis estar dentro de campo mesmo com todas as dificuldades porque eu sinto muito amor por este clube e sua torcida.

Enfim, não importa a profissão ou os valores, todo trabalhador merece e tem que receber pelo o que foi acordado e pelo que está em lei.

Eu sempre honrei a minha palavra com o clube até mesmo quando não havia nenhum documento assinado e em razão disso, eu abri mão de salários e prêmios maiores, mas eu não me arrependo e nunca vou me arrepender um segundo sequer em minha vida porque foram 2 anos de muitas oportunidades, crescimento, paixão e amor. Porém, eu também não posso concordar que deixar de receber valores acordados seja normal.

Eu quero guardar sempre as boas lembranças do beira rio e da linda, fanática torcida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos