Acusado de agredir ex-namorada, botafoguense tinha fama de "calmo e tímido"

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vitor Silva/SSPress/Botafogo

    Marcelo foi acusado de agredir à namorada; zagueiro tinha fama de calmo e tímido

    Marcelo foi acusado de agredir à namorada; zagueiro tinha fama de calmo e tímido

O zagueiro Marcelo foi acusado de agredir a ex-namorada no último domingo. A informação pegou o Botafogo de surpresa, já que o perfil do atleta não condiz com a atitude relatada à polícia. Com perfil calmo e até tímido em alguns momentos, o defensor sempre se mostrou educado no contato com imprensa, comissão técnica e diretoria.

Marcelo foi denunciado pela ex-namorada, que disse, em depoimento à polícia, ter recebido "socos tapas e pontapés" de Marcelo, conforme indica o boletim de ocorrência ao qual o UOL Esporte teve acesso. A agressão teria ocorrido na avenida Lauro Sodré, em frente ao clube. A reportagem apurou que oficiais buscaram o jogador nas dependências do Botafogo, onde ele vive, e ouviram dos seguranças que ele não estava. 

Natural de Resende, Marcelo passou pelas categorias de base do Fluminense. Ao fim do contrato, o Tricolor não chegou a um acordo com o time da cidade do atleta e foi devolvido. O Botafogo, então, se interessou pelo zagueiro, que foi contratado para as categorias de base em 2014.

Desde o primeiro dia no Botafogo, Marcelo passou a morar nas dependências do clube. Até 2016, ele ficava no então centro de treinamento das categorias de base no Estádio Caio Martins, em Niterói.

Nesse período teve de mostrar seu valor. No primeiro ano, o zagueiro sequer ficava no banco de reservas em algumas oportunidades. Aos poucos, Marcelo ganhou a confiança da comissão técnica e virou peça fundamental.

Prova disso é que virou capitão do time sub-20, mesmo sem ser um dos mais experientes. O bom comportamento e o relacionamento positivo com os companheiros foram fundamentais para que isso ocorresse.

O ápice nas categorias de base veio no fim de 2016, quando o capitão Marcelo levantou a taça do Campeonato Brasileiro sub-20 após bater o Corinthians na final, em São Paulo. O bom desempenho garantiu sua presença nos profissionais para o ano seguinte.

A evolução de Marcelo foi ainda mais rápida no elenco principal. Com Emerson Santos afastado por imbróglio na renovação de contrato e Joel Carli machucado, coube a Marcelo assumir a titularidade ao lado de Emerson Silva. Apesar dos 20 anos, o jogador mostrou maturidade e teve ótimas atuações na fase inicial da Libertadores.

Rapidamente virou um dos principais xodós da torcida do Botafogo. Marcelo viu o Estádio Nilton Santos completamente lotado gritar seu nome diversas vezes na partida contra o Olímpia-PAR. A diretoria não dormiu no ponto e tratou de renovar com o jogador, agora com contrato terminando no fim de 2020.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos