Corinthians conta 218 cadeiras quebradas e diz que "vai buscar direitos"

Do UOL, em São Paulo

  • Nacho Doce/Reuters

    Briga no setor Sul da Arena Corinthians resultou em 26 pessoas presas

    Briga no setor Sul da Arena Corinthians resultou em 26 pessoas presas

O Corinthians se manifestou no começo da tarde desta quinta-feira sobre a briga entre chilenos e policiais militares na Arena durante a partida contra a Universidad de Chile. Segundo o clube paulista, 218 peças do estádio foram quebradas na confusão. 

"Os atos de depredação da torcida visitante resultaram em 218 peças, entre assentos e encostos, quebradas. Foram arrancados, também, um corrimão da arquibancada visitante e uma tampa de um vaso sanitário, além de uma porta de vidro do portão de credenciamento do estádio", disse o Corinthians em nota.

O Corinthians ainda disse que, diante da briga no estádio e da depredação, irá "buscar seus direitos junto aos órgãos competentes da Conmebol". 

O incidente começou antes mesmo de a bola rolar na Arena Corinthians. A 30 minutos do início do jogo, torcedores da Universidad de Chile começaram a xingar os corintianos presentes ao setor Sul.

Em seguida, alguns chilenos arrancaram cadeiras para atirá-las nos brasileiros. No intervalo, a confusão voltou à tona. A polícia interveio nas duas ocasiões. No total, 26 chilenos foram detidos. 

Acervo

O recorde de cadeiras quebradas na Arena Corinthians deu-se em abril de 2015, durante a semifinal do Campeonato Paulista, entre Corinthians e Palmeiras. Naquela oportunidade, 877 assentos foram danificados, todos no setor do visitante. O clube alviverde pagou pelo prejuízo.

Veja a nota na íntegra:

O Corinthians lamenta profundamente os fatos ocorridos ontem, na Arena Corinthians, envolvendo a torcida da Universidad de Chile e informa que irá buscar seus direitos junto aos órgãos competentes da Conmebol.

Os atos de depredação da torcida visitante resultaram em 218 peças, entre assentos e encostos, quebradas. Foram arrancados, também, um corrimão da arquibancada visitante e uma tampa de um vaso sanitário, além de uma porta de vidro do portão de credenciamento do estádio.

Diante de tais acontecimentos, a Polícia Militar agiu prontamente para reestabelecer a ordem, coibindo os atos de vandalismo e a depredação do patrimônio. Desde ontem, o Corinthians vem colaborando com as autoridades e órgãos responsáveis, para apuração do ocorrido e identificação dos responsáveis pelo problema.

Seguiremos à disposição das autoridades, assim como da equipe chilena, para esclarecimento e resolução dos fatos ocorridos ontem, na Arena Corinthians

Sport Club Corinthians Paulista

Acervo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos