De estreante ao discurso. Grêmio tira cinco boas notícias dos reservas

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio tirou cinco boas notícias da vitória dos reservas por 1 a 0 contra o América-MG, pela Primeira Liga. Dosando suas forças às vésperas de uma maratona que envolve Gauchão e Copa Libertadores, o Tricolor celebrou uma atuação sem gols sofridos e bom desempenho de jogadores na vitória que carimbou classificação à próxima fase.

A lista de coisas boas engloba a estreia de Bruno Rodrigo, classificação à próxima fase do torneio, ritmo de jogos para os suplentes e observação de um novo volante.

Discurso

O Grêmio usou o time de transição contra Flamengo e Ceará, mas na hora de decidir vaga às quartas de final botou uma formação melhor em campo. Com a vitória e a classificação, o clube pôde reforçar o discurso de que o elenco atual tem boas opções e é mais forte em comparação com a temporada passada.

"O nosso grupo é bom, sempre elogiei. Ano passado muitos achavam que o grupo não era dos melhores e nós atropelamos os grandes na Copa do Brasil. Hoje, no Brasil, tem uns três ou quatro clubes que podem se destacar muito pelo grupo. O resto está parelho. Eu gosto do meu grupo, ele tem qualidade. Não tem porque me queixar. O nosso grupo é esse e com ele tenho certeza que vamos conquistar aquilo que o torcedor quer", disse Renato Gaúcho.

Bruno Rodrigo

Último reforço contratado, o zagueiro fez o primeiro jogo com a camisa do Grêmio e agradou. A tranquilidade, mesmo contra um adversário que exigiu pouco, foi o aspecto mais destacado. Bruno Rodrigo não jogava há cinco meses e aos poucos começa a virar primeiro reserva da zaga, em disputa com Rafael Thyere.

"O Bruno esteve muito bem, acredito que fazia uns quatro ou cinco meses que ele não jogava uma partida oficial. Ele foi muito bem. Mas foi por isso que ele não jogou em Rio Grande, não tinha feito coletivo ou jogo-treino. Depois, fez. E uma hora tinha que estrear e estreou muito bem", comentou Renato.

Ritmo de jogo

Gastón Fernández, Fernandinho, Everton e Lucas Barrios jogaram e ganharam minutos. Todos deverão participar de várias partidas como opção aos jogadores considerados titulares. Atuar contra o América-MG serviu para dar ritmo de jogo ao grupo.

"Você dá a chance de alguns jogadores que não vem jogando mostrarem porque estão aqui. E mantê-los com ritmo de jogo", apontou o treinador.

Arthur

Autor do passe que terminou com o gol de Everton, o volante Arthur se destacou pelo estilo do jogo diante de um adversário fechado. A atuação encheu os olhos da direção e rendeu pontos ao jogador junto à comissão técnica.

"O Arthur é a bola da vez. Ele tem futuro muito promissor por suas características, marcação, boa visão e passe correto", comentou Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio. "O Arthur vem treinando bem há bastante tempo. Temos conversado, trocado ideias e surgiu a oportunidade. E ele foi muito bem. A mim, não foi surpresa", comentou Renato.

Vaga

Depois de uma derrota para o Flamengo e um empate em casa com o Ceará, o Grêmio precisava vencer para ficar com a segunda vaga do grupo na Primeira Liga. Conseguiu. A classificação serve para manter o elenco mobilizado em virtude de novas oportunidades futuras. E também a chance do clube disputar mais um título.

"Nós avançamos, os times mais tradicionais seguiram. O Grêmio chegou também", declarou Bolzan Jr. "Não sei qual nossa condição de disputa lá na frente. Poderemos até usar o time de transição, e digo que isso será sem nenhum desrespeito à Primeira Liga. O Grêmio vai fazer um empenho especial para chegar a agosto disputando a Primeira Liga", completou depois.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos