Palmeiras ganha ação de 2,2 mi de euros contra investidor de Valdivia

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

Em mais uma novela envolvendo o nome de Valdivia, o Palmeiras agora ganhou uma ação na Justiça. Desta vez, a vitória foi contra Osório Furlan Jr., investidor que bancou 2,2 milhões de euros para que o chileno fosse recontratado em 2010. 

O montante correspondia a 36% da quantia necessária para que o atleta retornasse ao Palestra Itália. A esperança do empresário era que em uma possível venda ele conseguisse lucro com o negócio. 

Como Valdivia ficou os cinco anos de contrato e saiu do Palmeiras de graça, Osório ficou sem nenhum retorno financeiro. Por isso, acionou a Justiça alegando que foi ludibriado pelo clube. 

Ainda cabe recurso, mas os palmeirenses confiam que a decisão será mantida até a última instância por estar bem fundamentada. A defesa foi feita pelo escritório do especialista em direito desportivo e advogado do Palmeiras, André Sica. 

O UOL Esporte teve acesso aos documentos do processo, que ainda determinam que Osório pague ao Palmeiras R$ 5 mil de honorários advocatícios.

Também nos documentos, a Justiça ainda usou exemplos parecidos que precisou interpretar no passado para dar ainda mais sustentação à defesa do Palmeiras. 

Na semana passada, outros problemas envolvendo Valdivia e Palmeiras na Justiça foram julgados. Na última sexta-feira (31), o clube teve o pedido de embargo à execução negado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos