Grêmio abre sindicância interna após atraso em dívida com Kleber

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Edu Andrade/Agência Freelancer

    Justiça aplicou multa de 40% após Grêmio atrasar parcela de R$ 120 mil em outubro

    Justiça aplicou multa de 40% após Grêmio atrasar parcela de R$ 120 mil em outubro

O Grêmio instaurou uma sindicância interna para apurar o motivo que levou o clube a atrasar a parcela de outubro no acordo com Kleber, atacante atualmente no Coritiba. A quitação de R$ 120 mil fora do prazo fez o clube gaúcho ser acionado na Justiça pelos advogados do jogador. Em primeira instância, o Tricolor recebeu multa de 40% do saldo devedor e viu a dívida pular para pouco mais de R$ 8,8 milhões.

A criação da investigação foi informada aos conselheiros na última reunião do Conselho Deliberativo do clube. Não há prazo oficial para apresentação de relatório. O tema foi alvo de questionamentos dos conselheiros, muito pelo percentual de multa aplicado após o atraso ser judicializado.

O Grêmio diz que pagou a parcela de outubro do acordo em 22 de novembro. Os advogados de Kleber afirmam que a quitação ocorreu em 6 de dezembro. O cenário apresentado pelo jogador fez com que a 9ª Vara do Trabalho de Porto Alegre aplicasse multa e antecipasse o vencimento das 37 parcelas restantes.

A apuração interna tenta detectar o motivo do atraso. Entre as possibilidades levantadas previamente estão falta de fluxo de caixa ou erro no protocolo de repasse do boleto.

"Essa comissão de sindicância existe para aferir os motivos. Pode ter ocorrido problema de caixa, mas aí é possível pedir um empréstimo. Alguém deveria ter alertado. A sindicância vai apontar, houve cobrança forte e é preciso explicar os fatos relativos ao caso", disse Nestor Hein, diretor jurídico do Grêmio, à Rádio Gre-Nal.

O acordo entre Grêmio e Kleber foi assinado em 2015. Nele, o Tricolor se comprometeu a pagar R$ 120 mil mensais após rescisão unilateral. Depois de acionar a Justiça para aplicação de multa, os advogados do atacante peticionaram pedido de penhora de receitas do clube, uma delas oriunda do contrato com a TV Globo pelos direitos de transmissão dos jogos. A solicitação ainda não foi apreciada pela juíza que trata do caso. O Grêmio, por sua vez, pede reconsideração no percentual da multa aplicada. Igualmente não houve decisão sobre a manifestação do Tricolor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos