Maicon considera São Paulo "o maior" e críticas exageradas

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Érico Leonan/São Paulo FC

    O zagueiro Maicon

    O zagueiro Maicon

Após 13 partidas consecutivas levando gol, o problema do São Paulo era a defesa. Agora, as críticas são dirigidas ao ataque. Maicon considera tais questionamentos ao Tricolor um tanto quanto exagerados, mas a explicação do zagueiro para tal postura dos torcedores é simples.

"Isso acontece porque o São Paulo é o maior, quando você é grande passa a ser mais cobrado do que os outros. É legal a cobrança, mas, às vezes, pegam no pé demais. Se ganha de 1 a 0 é pouco, se vence por 2 a 1 é porque levou gol. Mas estamos acostumados e trabalhamos em cima de críticas. Se quisesse ficar tranquilo ficava em casa, no sofá, mas ás vezes há o exagero. Tem time que ganha por meio a zero e não é cobrado da mesma maneira", afirmou Maicon.

Para o zagueiro, o fato de a diretoria tricolor ter investido na montagem de seu elenco nesta temporada não aumenta a cobrança em cima da equipe.

"A cobrança no São Paulo sempre vai ter, independentemente de ter investimento alto ou baixo. No ano passado não tinha tanto investimento e a cobrança talvez fosse até pior", comparou o defensor.

Neste sábado, no Morumbi, o São Paulo disputa a segunda partida do mata-mata das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Linense. Como ganhou o primeiro duelo por 2 a 0, o Tricolor pode até perder por um gol de diferença que ainda assim esterá classificado. Mesmo com a vantagem, Maicon acredita que o time não vai jogar com o regulamento.

"Relaxamento não vai existir, se o professor contar comigo vou dar o meu melhor, passamos por momentos difíceis nesse ano. Se dermos mole, podemos perder. O Linense fez uma belíssima primeira fase", destacou o zagueiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos