Clube de SC registra denúncia após tentativa de mala preta para goleiro

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Segundo Inter de Lages, goleiro Neto Volpi recebeu oferta de R$ 15 mil para sofrer dois gols contra o Joinville; clube suspeita de apostadores

    Segundo Inter de Lages, goleiro Neto Volpi recebeu oferta de R$ 15 mil para sofrer dois gols contra o Joinville; clube suspeita de apostadores

O Inter de Lages registrou nesta quinta-feira uma tentativa de suborno – ou, no universo do futebol, uma tentativa de mala preta.

O alvo: o goleiro do time, Neto Volpi. A proposta: R$ 15 mil por dois gols no jogo deste sábado contra o Joinville, pela sétima rodada do segundo turno do Campeonato Catarinense.

Na última quarta-feira, Neto Volpi recebeu em seu WhatsApp, de acordo com o Inter de Lages, uma mensagem de um homem identificado como Diogo Braga. Segundo o time catarinense, o interlocutor trabalha para Fred Nelson de Oliveira Marques, presidente do Andraus, clube que disputa a segunda divisão do Campeonato Paranaense. Fred é ex-jogador e atualmente ocupa a função de empresário.

De acordo com apuração do UOL Esporte, Diogo não quis revelar a Neto Volpi o interesse na conversa, mas pediu para marcar com ele um encontro em um hotel de Joinville. Imaginando tratar-se de uma proposta de trabalho para depois do Campeonato Catarinense, o goleiro acenou positivamente.

"A partir dali, ele (Diogo) ligou e queria encontrar com ele na sexta-feira, em um hotel", explicou Christopher Nunes, presidente do Inter de Lages. "Dois dias depois, o Fred Nelson fez contato com o Neto e disse que tinha um negócio para os dois ganharem um dinheiro", completou.

Antes do encontro, porém, Fred adiantou por WhatsApp o assunto que seria debatido e fez a oferta a Neto Volpi: R$ 15 mil para sofrer dois gols. O goleiro se recusou, então o interlocutor pediu para que o goleiro apagasse as conversas no WhatsApp. O conteúdo das conversas, porém, foi apresentado a Christopher Nunes, que registrou um Boletim de Ocorrência.

Ainda segundo apurou a reportagem, o Inter de Lages não suspeita de envolvimento do Joinville na investida. A suspeita seria a de envolvimento de apostadores no caso. Em nota oficial, o Joinville se colocou à disposição para eventuais esclarecimentos.

"O Joinville Esporte Clube nega qualquer envolvimento com a suposta tentativa de negociação para o goleiro Neto Volpi, do Internacional de Lages, sofrer propositalmente dois gols no jogo deste sábado, contra o JEC", diz comunicado publicado na noite desta sexta-feira pelo site oficial do Joinville.

"O clube também nega conhecer os senhores Fred e Diogo Braga, citados no Boletim de Ocorrência registrado pelo presidente do Inter, Christopher Nunes, nesta semana. De qualquer forma, lamentamos que no futebol ainda existam pessoas que ignoram o espírito esportivo para se beneficiar com atitudes ilícitas, como apostadores que tentam comprar o resultado de um jogo, por exemplo", completa

O UOL tentou entrar em contato com Fred Nelson, mas não recebeu retorno das ligações ou mensagens por WhatsApp até o momento da publicação da matéria. Em seus canais de comunicação, o Andraus ainda não se manifestou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos