Fantasma Casillas: por que o Real parece estar sempre procurando goleiro?

Do UOL, em São Paulo

  • EFE/Chema Moya

Keylor Navas chegou ao Real Madrid em 2014 e, em todas as janelas de transferências desde então, conviveu com boatos de que o time buscava um novo goleiro. Ele chegou a ficar muito perto de deixar o time no ano passado, quando Real e Manchester acertaram a troca com David de Gea e o negócio só não saiu do papel porque a documentação atrasou.

Antes mesmo de 2014 a posição de goleiro do Real já era incerta. Desde 2012, a impressão é que o clube merengue está sempre à procura de um novo goleiro. E o culpado tem nome, sobrenome e 19 títulos com a camisa branca: Iker Casillas.

Quando o mais vitorioso goleiro do Real começou a dar sinais de desgaste (principalmente após o título da Eurocopa de 2012), o clube passou a buscar goleiros no mercado. O primeiro a conviver com isso foi Diego Lopez. Ele veio para ser sombra de Casillas, chegou a desbancá-lo por alguns jogos, mas nunca se sentiu dono da posição.

O costarriquenho Navas chegou para o lugar de Lopez e sofreu com o mesmo problema. Em sua primeira temporada, lidou com Casillas no elenco. Mesmo chegando do Levante como um dos melhores goleiros do Espanhol da temporada 2012/2013, jogou apenas 11 vezes. Virou titular quando o espanhol foi para o Porto, mas o fantasma seguia lá.

"Desde que Casillas acostumou o Real a ganhar partidas sozinho, a aguentar a pressão e transformar milagres em algo corriqueiro, sempre vamos ter a impressão de que falta alguma coisa", escreveu o colunista do Marca Amalio Moratalla. "Eu gosto de quase tudo o que envolve Navas. Seu talento, seu respeito aos rivais e aos companheiros, sua educação, as palavras sempre corretas, sua inteligência... Ele tem outro nível. É o goleiro ideal para 99% dos times do mundo. Mas ainda tem que demonstrar uma consistência maior para ser o goleiro do Real Madrid".

Nas últimas semanas, essa insegurança atingiu o seu ápice. Primeiro, foi o jogo contra o Bétis. O Real venceu por 2 a 1, mas o gol rival aconteceu em uma falha de Navas. Depois, seu reserva, Kiko Casilla entrou em campo e o Real venceu por 3 a 0. Não jogou particularmente bem, mas um número chamou atenção: foi seu quinto jogo sem levar gols na temporada. O mesmo número de Navas, que jogou 13 partidas a mais.

Por causa disso, aumentou muito o volume das especulações em torno, mais uma vez, de De Gea e de Courtois, do Chelsea. Goleiro do Real quando Iker Casillas se tornou titular, o argentino Albano Bizzarri considera o maior problema de Navas justamente essa desconfiança do Real.

"Não é que Keylor Navas não seja o goleiro que o Real precisa. A questão é que o Real não o considera o goleiro ideal. Na temporada passada era a mesma coisa. O problema é que, quando você é considerado um dos melhores e falha, tem uma margem de segurança. Se você não é considerado o cara, vai ouvir que não é 'goleiro para o Real Madrid'", explica o goleiro, hoje no Pescara, ao Marca.

"Mentalmente, também é complicado lidar com os boatos. Se você escuta o tempo todo que querem outro goleiro, você vai se sentir fora do jogo, vai sentir falta de confiança e isso vai afetar seu rendimento. No Levante e mesmo no Real, ele sempre foi muito bem. Hoje, deve sentir que está sendo avaliado a cada partida. É difícil", completa Bizarri.

Para Moratalla, a desconfiança só vai desaparecer com outro Casillas: "Embaixo das traves do Bernabeu é preciso ser de outra galáxia. Onde está esse extraterrestre? É impossível saber antes de ser testado. Quem ganha esse qualificativo é aquele que faz por merecer com a camisa do Real Madrid. O que o goleiro fez antes é apenas uma referência".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos