Lucão é titular no Morumbi após 16 meses e confirma crescimento no SP

Do UOL, em São Paulo

A quarta atuação de Lucão em 2017 teve um ingrediente especial: escalado como zagueiro ao lado de Maicon, o jovem de 21 anos jogou como titular pela primeira vez no Morumbi desde novembro do ano retrasado. Com a torcida por perto, confirmou a ascensão na vitória do São Paulo por 5 a 0 sobre o Linense e acabou elogiado. 

No São Paulo, a saída de Lucão já foi considerada como algo quase inevitável, tamanha a rejeição de torcedores diante de algumas falhas individuais importantes que ele cometeu. Muito promissor na base, não conseguiu reproduzir as mesmas atuações entre os adultos e foi quase carta fora do baralho. Esteve perto do Porto-POR, quase foi trocado com o Santos e também negociou empréstimo com o Vitória. Mas a saída nunca deu certo. 

"Quando eu era jogador, sempre defendi o Lucão", disse Rogério Ceni, que assume a tentativa de recuperar o jogador para o São Paulo. "É leve, rápido, que são qualidades do futebol moderno e essencial para o esquema, para a forma como meu time joga. Ele precisa ter confiança, precisa do carinho do torcedor. No Morumbi, havia o receio de colocar e o torcedor pegar no pé", revelou o treinador. 

"Acho que ele mudou o perfil. Era sempre mais cabisbaixo, meio desanimado, e agora está jogando de outra forma, com sequência a gente vê ele com outro semblante. Falei a ele e falo a qualquer atleta que às vezes quer deixar o São Paulo. Conheço atletas de clubes menores que querem vir ao São Paulo e me surpreende qualquer atleta que quer deixar o São Paulo para um clube menor. O caminho inverso não consigo entender. O torcedor volta a confiar no Lucão e ele volta a ser importante no mano a mano, volta a ser usado muitas vezes, como jogador de boa recuperação para enfrentar velocistas", comentou Ceni.  

Nesse período de 16 meses, Lucão jogou em diversos estádios, e no Morumbi apenas contra o Trujillanos-VEN, partida em que o São Paulo ganhou por 6 a 0 e ele entrou com a goleada encaminhada. Também atuou como mandante no Pacaembu, no início de 2016, mas só perdeu espaço desde então. Com Ceni, o processo de recuperação da confiança do zagueiro se iniciou longe da capital. 

Lucão foi titular contra Botafogo-SP (1 a 1 em Ribeirão Preto), São Bernardo (1 a 0 no ABC) e Defensa y Justicia (0 a 0 na Argentina) até receber a oportunidade de enfrentar o Linense, novamente com exibição segura. Das cinco ocasiões no ano em que o São Paulo saiu sem sofrer gols, quatro delas são consecutivas e, em três, a defesa teve o jovem como titular. 

A ascensão, naturalmente a se confirmar em partidas mais duras que o São Paulo terá dentro da temporada, vem a calhar. Se tem Maicon e Rodrigo Caio como titulares absolutos, Ceni bate cabeça com os reservas. Breno e Douglas falharam muito quando acionados, enquanto Lugano até fez bons jogos, mas já tem idade mais avançada e vem de uma primeira temporada ruim. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos