Disputa entre Fábio e Rafael cresce no Cruzeiro. Veterano defende coerência

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Goleiros Fábio e Rafael disputam vaga pela titularidade no Cruzeiro

    Goleiros Fábio e Rafael disputam vaga pela titularidade no Cruzeiro

Os treinamentos da semana serão decisivos para a escolha do titular no gol do Cruzeiro. Mano Menezes tem dois grandes nomes à disposição. Em alta, Rafael é o titular da meta. Ídolo incontestável do clube, Fábio se recuperou de séria lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito e chegou a jogar na vitória por 2 a 0 contra o Democrata, no domingo (9), pela última rodada da primeira fase do Mineiro.

O técnico da equipe terá pouco mais de três dias de atividade e conversas para escolher o titular da função no jogo contra o São Paulo, nesta quinta-feira (13), pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

O mais provável é que Rafael permaneça na equipe, sobretudo por seu desempenho recente e pela ausência de ritmo de jogo do camisa 1. Embora a tendência aponte para o menos badalado, Mano Menezes evitou falar sobre o fato na entrevista coletiva desse domingo, no Mineirão.

"Ele (Fábio) está preparado para receber novas oportunidades. O parâmetro, sempre digo, é o jogo. Você só está apto para disputar posição ou retomar o posto, se for colocado para medir a oportunidade e o posto que está disputando, que no caso é em um jogo. Não teremos polêmica, o torcedor pode ficar tranquilo", comentou.

O treinador gaúcho, contudo, não foi o único a falar sobre a situação. Na saída do gramado, o goleiro Fábio também expôs sua opinião sobre o assunto e cobrou chances para que haja "coerência" na decisão tomada pela comissão técnica.

"O Rafael acompanhou a minha trajetória toda, está desde os 18 anos dentro do Cruzeiro, ali no profissional. Ele teve a oportunidade de fazer parte do grupo nesses 8 anos. A gente fica feliz de ele ter tido a oportunidade de se firmar, era uma incógnita que existia, se ele daria conta do recado. Mas como falei: a coerência em todos os lugares, sempre existiu. Agora, se eu não tiver a oportunidade de jogar, fica difícil ter coerência. Mas se eu não estiver bem, não tem problema nenhum ficar no banco do Rafael", completou.


 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos