Inter vê "fantasma de 2016 exorcizado" e melhora clima para decisões

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

    Centroavante Brenner é o artilheiro do 'novo Inter' na temporada 2017

    Centroavante Brenner é o artilheiro do 'novo Inter' na temporada 2017

O Inter chegou ao momento decisivo do Gauchão e da Copa do Brasil como queria: sem o reflexo de 2016. Tanto no time quanto no espírito, o clube gaúcho vê o ano do rebaixamento 'exorcizado'. E sem tal peso, o ambiente se torna propício para crescimento. O clube garantiu a sua vaga na semifinal do Gaúcho, no domingo, ao bater o Cruzeiro-RS por 2 a 0.

"Todos os jogadores estão motivados e com alto astral, diferente do início do ano. Independente de quem joga, todos estão jogando bem, se esforçando ao máximo", disse o técnico Antonio Carlos Zago. "Muitas coisas erradas do ano passado se refletiram no começo do ano, o mais difícil era encontrar uma forma de jogar. Jogador não é máquina, que se coloca de um lado ou de outro e de uma hora para outra vai entender o que há no clube. A equipe achou o equilíbrio dentro das competições", completou. 
 
E o Inter sofreu. No começo da temporada, o time oscilou bastante e chegou a estar na zona de rebaixamento para a segunda divisão do Gauchão. Pouco a pouco foi crescendo e também recebendo reforços que mudaram a 'fotografia' da equipe de 2016. Outro ponto que serve de motivação. 
 
Do time considerado titular atualmente, apenas Danilo Fernandes, William e Rodrigo Dourado eram frequentes na equipe rebaixada. Com a lesão de Danilo, que volta dentro de dois meses, Marcelo Lomba ajuda a mudar ainda mais a escalação. 
 
Contratações que chegaram 'alheias a queda' auxiliam para deixar o pior ano da história de 108 anos do clube para trás. Cuesta, Uendel, Carlinhos e Edenílson são titulares. Ortiz era da base no ano passado, D'Alessandro estava emprestado ao River Plate, Brenner e Nico López eram reservas e passaram por eventuais capítulos da tragédia. 
 
Ainda tem Carlos, Danilo Silva, Felipe Gutiérrez e William Pottker como alternativas. Todos estiveram distantes dos fatos do ano passado. 
 
"Houve mudanças, mas os jogadores que ficaram têm muita qualidade. Vão nos ajudar muito. Temos que trabalhar, e é o que em sendo feito durante a semana. Tanto a comissão técnica quanto nós (direção), que damos apoio, que é fundamental para gerar confiança. Independente do time que vem jogando, quem chegou ou já estava aqui, o elenco tem que estar unido e junto ao torcedor para passar pelos confrontos mais difíceis", atestou o vice de futebol Roberto Melo. 
 
A sequência de decisões que espera o Inter começa na quarta-feira. O adversário será o Corinthians, em jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Em seguida, no domingo, o rival será o Caxias pela semifinal do Gauchão. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos