CEO do Dortmund diz que jogadores estão em estado de choque

Do UOL, em São Paulo

Hans-Joachim Watzke, CEO do Borussia Dortmund, afirmou que os jogadores do clube estão chocados depois do incidente envolvendo o ônibus do time, que foi atingido por três explosões, quando a equipe estava a caminho do estádio Signal Iduna Park para a partida contra o Monaco, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O zagueiro Bartra ficou ferido no incidente.

"Eles estão completamente em choque. Nós não falamos sobre isso (o que será feito). Eles ficaram no hotel logo depois. O outro planejamento, eu não quero dar detalhes sobre", falou o dirigente, evitando explicar os preparativos para o jogo que foi remarcado pela Uefa para esta quarta-feira, às 13h45 (horário de Brasília).

"Nós estamos todos juntos e vamos nos planejar para amanhã sobre o que vamos fazer, como vamos fazer isso. Se eles vão querer mudar de hotel, nós precisaremos procurar um", completou.

Sobre o fato de o jogo ter sido remarcado para esta quarta-feira, Watzke diz entender que a situação é complicada, mas reconhece que o jogo terá de acontecer por falta de data.

"Tecnicamente é possível (os jogadores atuarem). A questão é que os jogadores estão abalados, mas o que mais a gente pode fazer? Essa é nossa missão e temos de fazê-la. Estou pedindo a compreensão, não tinha alternativa para nós. O calendário é apertado, simplesmente não havia nenhuma outra data disponível. Então, é o que temos", completou.

O CEO do Dortmund ainda confirmou que a explosão atingiu o zagueiro Bartra e que o jogador foi para o hospital com ferimentos no braço.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos