Profissionalização do executivo de futebol será discutida em Brasília

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Grupo de dirigentes de futebol reunido em Brasília para lançar Frente Parlamentar

    Grupo de dirigentes de futebol reunido em Brasília para lançar Frente Parlamentar

O primeiro passo para a profissionalização da função de executivo de futebol no Brasil foi dado nesta terça-feira (11). Em Brasília, um grupo de 12 profissionais da Associação Brasileira dos Executivos de Futebol (Abex), de diversos clubes do país, se reuniu para lançar uma Frente Parlamentar que irá discutir o tema na Câmara dos Deputados.

A mesa, presidida pelo deputado federal Alex Manente (PPS-SP), teve, além da presença dos executivos, o acompanhamento de políticos ligados ao futebol.

"Foi uma data histórica para nós", disse o presidente da Abex e executivo do Flamengo, Rodrigo Caetano. "Esse é o primeiro grande passo para a regulamentação da profissão e um marco para a Abex. Pudemos notar que todos vislumbram um avanço no futebol brasileiro e a qualificação da profissão no país. Saímos com a sensação de que o projeto foi bem aceito e esperamos que seja votado com brevidade".

Vice da Abex e gerente do Palmeiras, Cícero Souza foi na mesma linha de Caetano. "Nosso encontro foi muito produtivo. A partir de agora, a Frente discute as principais resoluções para formatar o texto final, que será julgado e colocado em votação", afirmou ele.

Os 12 executivos que acompanharam a solenidade foram: Rodrigo Caetano (Flamengo), Alexandre Mattos (Palmeiras), Edgard Montemor (São Bernardo), Ocimar Bolicenho (Londrina), André Figueiredo (Atlético-MG), Alex Brasil (Coritiba), Cícero Souza (Palmeiras), Alexandre Faria (Sport), Nei Pandolfo (sem clube), Lucas Magalhães (Galícia), Marcelo Barbarotti (Novorizontino) e Thiago Scuro (Red Bull).

"Estamos crescendo e avançando com a profissionalização do futebol. Há muito a ser percorrido, mas juntos à Associação Brasileira dos Executivos de Futebol (Abex), estamos abrindo, consolidando e trabalhando muito para este crescimento", disse Pandolfo.

"O evento desta terça-feira nos enche de orgulho, afinal, é o primeiro grande passo que a Abex dá desde sua fundação. Um dos principais objetivos, que é a regulamentação da profissão, está sendo atingido. Graças ao trabalho da nossa diretoria e seus associados. Estamos muito felizes", analisou o executivo do Londrina, Ocimar Bolicenho.

Atualmente, a Abex conta com 56 executivos em seu quadro de associados, das mais diversas regiões e clubes do país, incluindo a seleção brasileira e equipes de fora do Brasil.

"Foi a data mais importante da história da profissão de executivo de futebol. O primeiro passo, dado nesta terça-feira, ajuda a regulamentação da função e a profissionalização do próprio futebol. Precisamos ter profissionais capacitados em todos os clubes do país, que isso seja obrigatório, a fim de melhorar o futebol brasileiro", disse o executivo do São Bernardo, Edgard Montemor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos