São Paulo toma decisão e vai acenar a Lugano com renovação até o fim do ano

Pedro Lopes

Do UOL, em Aão Paulo

  • Rubens Chiri / São Paulo

    Lugano em ação na partida São Paulo e Santo André; clube deve tentar renovação

    Lugano em ação na partida São Paulo e Santo André; clube deve tentar renovação

Nos últimos meses, tanto o São Paulo como Lugano desconversaram quando o assunto foi a renovação do contrato do zagueiro, que termina em junho deste ano. De um lado, o presidente tricolor Carlos Augusto de Barros e Silva disse que isso será discutido "no momento oportuno". Do outro, Lugano deixou a questão nas mãos do clube. Se até cerca de um mês atrás o clima era de indefinição, não é mais: a diretoria são-paulina quer estender o vínculo do ídolo até o final do ano, mas vai aguardar para resolver a questão após as eleições do clube.

Lugano é uma das maiores pendências em um elenco que vem tendo os contratos dos principais jogadores renovados em massa – já foram estendidos os vínculos de Cueva, Thiago Mendes, Rodrigo Caio, Bruno, Luiz Araújo, além de vários jovens recém-promovidos da base. O caso do uruguaio é também um dos mais urgentes, já que o acordo atual termina em pouco mais de dois meses.

A demora na renovação passa pelo momento político do clube, que terá eleições presidenciais no próximo dia 17 de abril. Na avaliação da diretoria são-paulina, partir para as tratativas nesse momento poderia ser visto como um ato eleitoral – os cartolas temem que o nome do zagueiro seja arrastado para a disputa política e querem evitar que isso ocorra com um jogador que tem status de ídolo.

Passado o pleito, a ideia do São Paulo é esticar a permanência de Lugano até o fim da temporada – o zagueiro está integrado e sua influência no elenco é considerada positiva. Tanto dirigentes quanto pessoas próximas do jogador acreditam que ele não deve ter problemas para aceitar a extensão do contrato. Mais adiante, uma avaliação junto com o técnico Rogério Ceni definiria o próximo passo na trajetória do uruguaio, que tem 36 anos, no Morumbi.

Artilheiro e goleiro também se aproximam de fim de contrato, mas casos são diferentes

Outras duas presenças constantes no time do São Paulo e que começam a se aproximar do fim do contrato são Denis e Gilberto, mas ambos vivem situações distintas. O atacante é artilheiro do clube na temporada, com dez gols, enquanto o goleiro briga com Sidão e Renan Ribeiro pela titularidade – os compromissos de ambos terminam em dezembro deste ano.

No caso de Gilberto, as conversas por uma renovação também começarão nos próximos dias – a diretoria são-paulina quer garantir a permanência do centroavante e tentará assegurar isso antes do meio do ano, quando o jogador passa a poder assinar pré-contrato com outras equipes.

Com Denis, a paciência será maior: o goleiro ainda briga por posição e os próximos meses devem servir como argumento para que o São Paulo decida se inicia conversas por uma renovação ou se o deixa sair livre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos