Flu quer oficialização da Copa Rio-52 como Mundial, mas nunca pediu à Fifa

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação

    Exposição na sede das Laranjeiras traz a história do título da Copa Rio

    Exposição na sede das Laranjeiras traz a história do título da Copa Rio

O Fluminense abriu as portas de sua centenária sede para uma exposição em comemoração aos 65 anos do título da Copa Rio de 1952, considerado por muitos como um título equivalente ao Mundial Interclubes. Ao passo que festeja a sua história, o Fluminense ainda não se ocupou de oficializar a conquista perante à Fifa. Ainda que a chancela da entidade seja um desejo nas Laranjeiras, o clube jamais formalizou o seu pleito na entidade.

No segundo semestre do ano passado, Pedro Trengrouse, que viria a desistir de sua candidatura na eleição presidencial do clube meses depois, tentou abrir caminhos para o reconhecimento definitivo. Após uma troca de correspondência com Gianni Infantino, presidente da Fifa, o advogado recebeu uma resposta de Stefan Jost, diretor do museu da Fifa. Por e-mail, Jost convidou uma comitiva do clube a conhecer o local e se disse interessado em receber o material referente à Copa Rio, que poderia ser incluído em uma exposição sobre o futebol brasileiro.

"Estaríamos honrados em receber esses documentos históricos do lendário Fluminense", pontuou o diretor, em troca de email à qual o UOL Esporte teve acesso. 

Por meio de ofícios, o então presidente tricolor Peter Siemsen tentou viabilizar a empreitada e pediu ajuda às autoridades competentes, para que as mesmas auxiliassem o Fluminense em sua missão em Zurique. Desta forma, o clube acionou os ministros Leonardo Picciani (Esporte), José Serra (Relações Exteriores), além de Marco Polo Del Nero, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Trengrouse solicitou ainda a intervenção oficial de Rodrigo Maia, presidente da Câmara de Deputados.

"A FIFA está organizando exibição sobre o futebol brasileiro em seu recém inaugurado Museu do Futebol Mundial e já reconheceu em seus canais oficiais de comunicação que a Copa Rio foi o primeiro campeonato mundial intercontinental de clubes. O Fluminense Football Club, campeão em 1952, espera que este material contribua para incrementar ainda mais esta exibição e deseja que a FIFA aproveite esta iniciativa para valorizar ao máximo a história do futebol brasileiro e dos títulos internacionais conquistados pelos clubes do país, com o devido destaque em todas as suas mídias", escreveu o ex-presidente.

Mesmo com a oportunidade de levar o assunto a Zurique, o convite não prosperou e, em e-mail datado de 24 de agosto de 2016, Trengrouse fez um apelo a Siemsen para que eventuais questões referentes à eleição não prejudicassem a empreitada.

"Esta questão é importantíssima para o Fluminense e não gostaria que este período eleitoral a contaminasse. Por este motivo, tomo a liberdade de copiar os outros dois candidatos já declarados, Pedro Abad e Cacá, sugerindo irmos todos juntos à FIFA entre os dias 10 e 14 de outubro para que possamos entregar juntos toda documentação existente e já reunida pelo excelente trabalho e consolidar de uma vez por todas o reconhecimento deste título tão especial", escreveu ele.

O clube preparou réplicas de camisas referentes ao título, a viagem nunca saiu e a documentação que serviria como base para a oficialização ainda repousa nas Laranjeiras. Por meio de sua assessoria de imprensa, o clube admite que o pedido oficial pelo reconhecimento nunca foi feito.

"É um trabalho que começou a ser intensificado no segundo semestre do ano passado. Já houve conversas com CBF e Conmebol e, naturalmente, isso será levado à Fifa. Já existe um dossiê que está sendo aprimorado visando colher mais subsídios para chegar com mais força à entidade. Um dos pontos importantes do material e que está sendo destacado é que as Copas de 51 e 52 foram embrionárias e serviram de inspiração para o primeiro Mundial reconhecido pela Fifa", informou a nota oficial do Tricolor.

Procurado, Peter Siemsen não se manifestou. Trengrouse disse estar à disposição do clube para a retomada do projeto, mas falou que não se manifestaria sobre o caso. 

Divulgação
Nestor, remanescente da conquista, visita a exposição

A COPA RIO

Disputada por 8 equipes, a Copa Rio teve sedes no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em seu grupo, o Fluminense empatou com o Sporting (POR), e venceu Grasshoppers (SUI) e Peñarol (URU).

Na semifinal, o Flu superou o Austria Viena (AUT) em uma série de duas partidas, e levantou a taça após levar a melhor sobre o Corinthians. O Palmeiras levou a edição de 1951. Ano passado, a Fifa parabenizou o Palmeiras, algo que nunca aconteceu com o Fluminense. Em postagem no seu Instagram, a entidade declarou o Alviverde "o primeiro campeão global do esporte".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos